Lixo seco e úmido: entenda os conceitos e diferenças

562 Visualizações

Se preocupar com a separação do lixo é uma responsabilidade de toda a sociedade, afinal, cuidar do planeta e criar meios de contribuir com sua preservação, não é apenas uma ação para garantir um futuro melhor para as próximas gerações, mas também uma forma de indulto a toda degradação já causada a natureza.

Pensar na administração inteligente do lixo possibilita, inclusive, um melhor consumo de energia elétrica dos recursos naturais e garante uma economia mais viável e sustentável. Nesse sentido, é ideal que separemos todos os lixos que produzimos, inclusive o úmido e o seco, pois são diferentes tipos de resíduo e apenas parte deles pode receber uma destinação alternativa.

Diferença entre lixo úmido e lixo seco

O lixo úmido é todo tipo de material que não possui mais utilização, como: restos de comida, bitucas de cigarro, papéis sujos, fraldas descartáveis, copos quebrados e alguns tipos de copos descartáveis e até vidros utilizados em janelas.

O lixo seco, por sua vez, é todo tipo de material que não esteja contaminado ou sujo por outras substâncias orgânicas ou não. Em outras palavras, são todos tipos de material que podem ser reciclados. Entre eles, estão os principais materiais como papel, plástico, metal e vidro, seguidos por embalagens de papelão, potes, garrafas, pregos e latinhas, jornais e até as carcaças de materiais eletrônicos e eletrodomésticos são classificados como lixo seco.

Mas atenção: pilhas, baterias e outros materiais que contêm composição química dentro de suas carcaças, não podem em hipótese alguma serem descartados com esses lixos, pois não são classificados como lixo úmido e nem seco, e devem receber atenção especial em seu descarte. Uma vez que são altamente contagiosos quando são descartados em locais inapropriados, é fundamental que se busque o devido descarte destes resíduos.

Lixos como papel higiênico, lenços usados e guardanapo são considerados lixos úmidos e devem receber sua destinação como tal.

Por que é importante separar?

A importância está no fato que com a separação destes lixos, o encaminhamento para a reciclagem ocorre de forma mais rápida e eficiente. Isso contribui diretamente para que as indústrias e cooperativas do segmento reciclável peguem este material limpo e iniciem suas produções e criações, fazendo com que o produto volte para a cadeia de consumo.

Isso gera um trabalho que consome menos energia, pois utiliza uma quantidade menor de recursos naturais, diminui a produção de resíduos e ainda garante uma solução mais sustentável para o planeta. É recomendável que toda a população contribua no processo ao realizar a separação dos lixos em suas residências, favorecendo assim, a coleta seletiva em seus bairros.

Por esse ângulo, é fundamental prestar atenção à separação do lixo úmido e seco, pois somente parte dele pode ser reutilizada ou reciclada. As empresas e indústrias devem se adaptar e investir na separação de seus resíduos, optando pela reciclagem como forma importante de gerar redução de gastos e criar conscientização.