As 15 frutas e vegetais mais estranhos do mundo

9.408 Visualizações

Saborosas e nutritivas, as frutas são a base de uma alimentação saudável. Isso porque, os nutrientes são capazes de prevenir contra diversos tipos de doença. Neste mesmo contexto, encaixam-se os vegetais que, tão bons quantos as frutas, contam com milhares de substâncias fitoprotetoras naturais.

Por serem coloridos e terem diversos formatos, esses alimentos chamam a atenção, ainda, pelos tipos exóticos. O site Bored Panda preparou uma lista com algumas destas frutas e vegetais considerados os mais estranhos do mundo. Confira:

Kiwano: Espécie de melão-espinhoso, também conhecido como Cucumis metuliferus, essa fruta é um tipo intermediário entre o pepino e o melão. De polpa comestível, o alimento acaba sendo mais usado como item de decoração.

 

Fonte: Bored Panda

Romã: Bastante comum aqui no Brasil, a Romã é nativa do Irã e da Índia. Com um aspecto diferente das frutas comuns, como banana e maçã, por exemplo, a fruta tem nutrientes antioxidantes em suas propriedades.

Fonte: Bored Panda

Pitaya:  Também conhecida como fruta-dragão, a fruta é cheia de espinhos e somente a polpa é comestível.

Fonte: Bored Panda

A mão de Buda: Com uma aparência que lembra longos dedos com artrites, essa fruta é muito azeda para ser comida crua. Sua parte comestível deve ser transformada em um doce cítrico ou então em licor. Além disso, devido ao seu perfume, algumas pessoas utilizam o alimento somente para perfumar o ambiente.

Fonte: Bored Panda

Urucum: De aparência estranha, o Urucum é bastante encontrado na Amazônia. Seu uso mais popular é a tintura, já que da fruta sai um forte pigmento vermelho.

Fonte: Bored Panda

Mangostão: Conhecida como “a rainha das frutas tailandesas”, sua polpa é branca e macia, com um sabor muito doce e agradável. Esse tipo de fruta aparece apenas de maio a setembro.

Fonte: Bored Panda

 

Ackee: Nacional da Jamaica, essa fruta não pode ser inteiramente consumida, já que seu centro é muito venenoso.

Fonte: Bored Panda

Rambutão: Natural da Indonésia e das Filipinas, seu nome, literalmente, significa “cabeluda”. A aparência estranha se dá pela coloração roxa e os “espinhos”. Bastante aguada, a Rambutan se assemelha a lichia.

Fonte: Bored Panda

Jabuticaba: Também chamada guapuru, é o fruto da jabuticabeira, uma árvore frutífera brasileira da família das mirtáceas, nativa da Mata Atlântica.

Fonte: Bored Panda

Jaca: Rica em carboidratos, minerais, como cálcio, fósforo, iodo, cobre e ferro. A Jaca contém, ainda, vitaminas A, C e do complexo B. A fruta é conhecida por ser muito grande, chegando a pesar até 15 Kg.

Fonte: Bored Panda

Salak: Também conhecida como a fruta de cobra, devido à sua textura que contém escamas, o alimento é comum na Tailândia, Malásia e Indonésia. O gosto varia de acordo com o tipo, mas assemelha-se bastante a uma cereja ou morangos.

Fonte: Bored Panda

Batata-doce roxa: O tubérculo, que compõe diversos pratos típicos brasileiros, conta com uma polpa de textura úmida e um sabor semelhante ao restante das batatas-doces. Esse tipo, no entanto, possui as propriedades antioxidantes mais elevadas e eficazes.

Fonte: Bored Panda

Brócolis Romanesco: Originário da Itália, esse tipo de brócolis possui uma forma geométrica bastante decorativa. O preparo deve considerar apenas um leve cozimento, podendo ser utilizado cru em saladas devido a sua consistência mais leve.

Fonte: Bored Panda

Sopropo: Originário da Ásia tropical, esse tipo de alimento é da família do pepino. Com cerca de vinte a trinta centímetros de comprimento, o Sopropo possui superfície ondulada sementes brancas. A polpa é crocante, de textura aguada e sabor amargo.

Fonte: verseoogst.nl

Funcho:  É constituído por um bolbo branco ou verde-claro de onde crescem os caules. A partir do topo dos caules crescem delicadas folhas verdes e flores. É crocante e ligeiramente doce, com um toque de anis.

Fonte: caldeiraodamel.bl