São Paulo terá hortas em cima de centros comerciais e hotéis

474 Visualizações
Reprodução / Facebook Projeto deve ter início em 2016.

Quem acompanha as postagens aqui no blog sabe que uma das principais tendências urbanas de aproveitamento de espaço para cultivo de alimentos é o conceito de fazenda urbana. Para quem não está familiarizado, fazenda urbana é utilização de fachadas de prédios, coberturas de edifícios, entre outros locais exclusivamente urbanos, para plantio das mais variadas espécies vegetais. Esta solução vem ganhando mais espaço nas grandes cidades e chamando a atenção de um público cada vez maior.

A opção de ter “hortas em cima de centros comerciais e hotéis” é algo relativamente novo, porém não é tão raro em algumas cidades norte-americanas, asiáticas e europeias. A novidade da vez é que um dos maiores centros urbanos do mundo passará a contar com esta alternativa em 2016. Estamos falando da maior cidade do Brasil: São Paulo.

Por uma metrópole mais verde

A ideia é da empresa suíça Urban Farmers e o objetivo é aproveitar terraços dos incontáveis hotéis e centros urbanos da capital paulistana para o cultivo de alimentos hidropônicos. Este conceito compreende o plantio de verduras e frutas sem agrotóxicos e em regiões próximas a supermercados e feiras de rua, o que diminui consideravelmente o custo e o desperdício.

“Na natureza, não existe o conceito de desperdício. Tudo é reciclado. Tentamos usar esse conceito. Hoje, quando você olha para o lado econômico, 80% é desperdício. Estamos tentando mudar isso ao produzir ultralocalmente“, afirmou o fundador e presidente do Urban Farmers, Roman Gaus.

Planejamento para 2016 e reaproveitamento da água

Segundo comunicado, a empresa já entrou em contato com proprietários de edifícios na terra da garoa e em 2016 as operações já devem ser iniciadas. Outro ponto positivo é que toda a água que será utilizada no cultivo das plantas também será empregada na criação de peixes, processo este conhecido como aquaponia.