As influências indígenas presentes na cultura brasileira

107.532 Visualizações
Índio brasileiro
Foto: numinis

Quando pensamos nos primeiros povoadores do Brasil, nos vêm à mente os colonizadores portugueses – entretanto esquecemos que eles foram recebidos pelo povo indígena que já ocupava o solo brasileiro.

Hoje a cultura brasileira é uma miscelânea da influência de povos e etnias de todo o mundo, não sendo perfeitamente homogênea apesar de ser um país de colonização portuguesa.

As influências indígenas na cultura brasileira estão enraizadas em todos os indivíduos e vão desde objetos e ações simples – como deitar em redes e preparar pratos como tapioca e pirão de peixe – até usos medicinais com plantas nativas, crenças no folclore – saci pererê, curupira – e influências na língua portuguesa – o Tupi Guarani.

Também nos lembramos de que com a chegada dos colonos no país, teve início a biopirataria, inicialmente do Pau Brasil. Os colonos descobriram como extrair a pigmentação avermelhada da árvore e de ervas utilizadas pelos indígenas como tratamento para feridas ou cura de algumas enfermidades, técnicas que foram aprendidas e difundidas pelos colonos.

Pouco a pouco a biopirataria deixou de ser apenas o contrabando da fauna e da flora, mas tornou-se a apropriação dos conhecimentos no que se refere ao uso dos recursos naturais de determinada região. Isso ocorre quando os recursos genéticos e biológicos (plantas, insetos, frutos, animais) são levados para pesquisas e estudos sem o consentimento do governo, com o objetivo de patenteá-los e obter lucros pelo recebimento de royalties (valores cobrados pelo proprietário para conceder o seu uso ou comercialização).

Alguns exemplos muito conhecidos relacionados com a nossa cultura são o caso da Seringueira, quando um pesquisador inglês levou escondido consigo sementes da árvore para uma nova plantação na Malásia, nas colônias britânicas; após décadas de cultivo, a Malásia se tornou o principal exportador do látex, arruinando a economia da Amazônia. E a quinina, uma planta usada pelo povo indígena para o tratamento de febre, e hoje é usada como tratamento da malária. Um pesquisador, também inglês, contrabandeou a planta para a Indonésia e no século 19 cerca de 94% de toda a quinina no mundo vinha deste país.

Culinária Indígena
Prato Damiruda. Foto: Jorge Macedo

As influências indígenas deixaram sua marca em especial na música brasileira, na culinária, nas festas populares, no artesanato e na língua, mesmo com a diminuição gradativa e preocupante de sua população desde a chegada dos europeus em 1.500. Segundo dados do Censo 2010 e da FUNAI, vivem atualmente no Brasil cerca de 817 mil índios, o correspondente a 0,4% da população brasileira, e estão distribuídos entre 688 terras indígenas e algumas áreas urbanas.