Conheça o Instituto Mobilidade Verde

347 Visualizações
Instituto Mobilidade Verde
Medellín. Foto: institutomobilidadeverde

Organização sem fins lucrativos, o Instituto Mobilidade Verde entende a necessidade da ocupação do solo como forma de desenvolvimento social. Dessa forma, o órgão realiza atividades e ações que ajudam a aproximar as pessoas do meio ambiente e da comunidade, com o objetivo de preencher as lacunas sociais e geográficas existentes na cidade, permitindo, assim, novos olhares e situações.

Os projetos são desenvolvidos com base no interesse público, de modo que as pessoas passem a refletir sobre meios alternativos de deslocamentos nas cidades. As campanhas envolvem toda a comunidade e visam a inclusão social, bem como saúde, cultura e troca de experiências. Confira abaixo alguns dos projetos que visam a mobilidade sustentável.

Bibliotaxi

O programa desenvolvido em parceria com o Catraca Livre tem como objetivo incentivar a leitura e a educação. Além disso, a campanha pretende inserir a cultura do compartilhamento, com o estímulo do uso do taxi e o compartilhamento do mesmo como alternativa para o uso de carro privado.

Bicicloteca

A biblioteca itinerante é um movimento independente que acontece em diversas comunidades do Brasil e, também, de outros países. A bicicloteca do Instituto Mobilidade Verde foi desenvolvida, especialmente, para atender moradores de rua por meio do Movimento Estadual da População em Situação de Rua. Os livros são levados em um triciclo e a iniciativa visa, principalmente, a inclusão social.

Campus Aberto

Em parceria com o Catraca Livre, o Green Mobility e apoio institucional da Secretaria do Verde e Meio Ambiente de SP, CPTM e Metrô-SP, o Instituto criou um projeto que visa facilitar a vida do universitário.

O Campus Aberto faz parte do Open City Lab, um projeto que busca soluções inteligentes para grandes cidades, integrando diversas formas de mobilidade, tais como: metrô, carro, ônibus, trem, bicicleta e táxi.

Andar de bicicleta
Foto: promoview

A campanha teve início em um site, que reúne uma série de ferramentas e soluções alternativas para a mobilidade urbana que permitem com que um universitário possa realizar seu trajeto com maior eficiência e com menor custo. Dentre as ideias estão o compartilhamento do carro e despesas com outra pessoa, compartilhamento de rotas de bicicleta, dicas para encontrar estações de metrô mais próximas, estacionamentos, bicicletários e até a formação de grupos para compartilharem juntos um táxi.

Para o universitário participar do Campus Aberto, basta estar matriculado numa das universidades cadastradas no sistema, fazer o cadastro e solicitar ou oferecer uma carona, encontrar usuários para irem de bicicleta na universidade ou formar um grupo para dividir um táxi.