Chinês usa fortuna para salvar cães de um matadouro

286 Visualizações
Reprodução / Metro.co.uk No mesmo espaço onde eram abatidos, os animais são bem tratados e encaminhados para famílias.

Tudo começou quando Wang Yan, de 29 anos, dirigente de um verdadeiro império da industria siderúrgica, perdeu seu querido cãozinho há três anos. Yan percorreu toda a cidade de Changchun, na China, em busca de seu companheiro, mas não conseguiu encontrá-lo. Sua última opção foi tentar o matadouro da cidade. Mesmo não encontrando seu cão, Yan ficou impressionado com a matança dos outros animais que ocorria no local.

O rapaz ficou tão transtornado com o que viu que resolveu criar seu próprio abrigo para salvar cachorros abandonados. Ele instalou seu abrigo dentro de uma fábrica de aço abandonada e criou uma verdadeira cidade dos cães dentro dela. Para conseguir manter o local, Yan conta com doações. Dinheiro não é aceito e os colaboradores oferecem apena suprimentos, como ração, vacinas e outros artigos necessários à manutenção da saúde dos animais.

O abrigo já chegou a cuidar de 1.000 cães abandonados. Hoje, 200 vivem no local e muitos conseguem um lar. Na China, cachorros abandonados representam um problema para as cidades, pois muitos são abatidos e têm suas carnes vendidas em mercados locais. É política de algumas cidades do país exterminar os animais que se encontrem em situação de abandono pelas ruas, portanto, a atitude de Yan é corajosa e muito importante para os animais do país.