Conheça o processo de tratamento de resíduos líquidos

7.567 views
água
Foto: brasilescola

Resíduo é tudo aquilo que não foi aproveitado e precisa ser descartado. Ele pode ser classificado como perigoso; não inerente, ou seja, apesar de o resíduo não ser perigoso ele pode conter solubilidade em água (capacidade de determinada substância em se dissolver na água); e inerente, em que a água continuará potável mesmo após ter entrado em contato com o resíduo líquido.

Os resíduos líquidos podem ser produzidos pela indústria e são resultados pela limpeza do pátio, pela lavagem de peças e pelo uso de torres de resfriamento, por exemplo.

Já os resíduos líquidos hospitalares são: sangue, resíduos de análises clínicas, medicamentos vencidos, urina, resíduos assépticos, isto é, materiais usados na limpeza, entre outros.

Os lixões e os aterros sanitários também são responsáveis pela produção de efluentes (resíduo líquido resultante de processos industriais) líquidos. Conhecido como chorume, o líquido poluente de cor escura e de odor forte é gerado da decomposição de restos orgânicos.

Caso o descarte desses resíduos líquidos não seja realizado corretamente, pode acarretar danos para o meio ambiente e para a saúde. Então, há vários métodos disponíveis para o tratamento desses efluentes líquidos.

Decantação/Flotação: processo de separação de misturas heterogêneas usado para sedimentar os flocos formados no tratamento físico-químico;

Coagulação e Floculação química: técnica empregada para desestabilizar partículas coloides (misturas em que as partículas dispersas têm diâmetro compreendido entre 1 nanômetro e 1 micrometro) do efluente com o auxílio de sais de ferro ou alumínio polieletrólitos ou orgânicos, formando partículas maiores (flocos ou flóculos);

Filtração: remoção de partículas ao filtrar a água com qualquer material poroso, como a areia;

Ultrafiltração: sistema de separação por membranas usado para reter partículas de 1 a 100 nm, remover coloides, moléculas, cistos minerais e micro-organismo presentes no resíduo líquido;

Esterilização da água por raios ultravioleta: técnica que visa impedir a proliferação de bactérias e vírus, evitando a contaminação por cólera, disenteria e febre tifoide;

Poluição da Água
Foto: manutencaoesuprimentos

Tratamento aeróbio biológico: por meio do processo respiratório, bactérias, na maioria das vezes heterótrofas aeróbias, e micro-organismos consomem a matéria orgânica poluente;

Osmose reversa: sistema parecido com a ultrafiltração, utilizado para reduzir a condutividade e sílica, que podem entupir tubulações de alta pressão;

Troca iônica: processo de troca de íons entre resinas e água com o auxílio de um reator, indicado para remover cálcio, magnésio, nitrato e ferro.