Arquiteta desenvolve projeto para melhorar a vida de animais abandonados

840 Visualizações
Crédito: Flickr / Ita Pritsch O projeto pretende tornar mais agradáveis os abrigos para cães abandonados.

Se depender da arquiteta Fernanda Dias, do site Dicas de Arquitetura, os animais carentes terão uma vida mais digna e confortável. Através do financiamento coletivo Kickante, ela quer dar suporte a ONGs e instituições de proteção animal e abrigar o número máximo de animais em situação de abandono.

Autora do projeto “Abrigo Feliz”, Fernanda quer mudar a situação dos abrigos em geral e deixar para trás a ideia de que para um cão basta um teto e um pote de comida. “Eles precisam de muito mais, e podem ter muito mais. Como arquiteta, posso usar meus conhecimentos para criar espaços que aumentem a qualidade de vida dos animais que vivem nos abrigos, dando a eles uma chance de conhecerem uma nova realidade, diferente de tudo que eles já viram. De se divertirem como nunca se divertiram. De descansarem em camas macias pela primeira vez. De sentirem menos calor e menos frio, para relaxarem de verdade. Depois de tudo o que passaram e simplesmente por serem tão puros de coração, eles merecem nossa ajuda”, ressalta a arquiteta.

Fonte: Kickante Projeto pretende reformar canis que abrigam animais abandonados.

A primeira instituição a ser beneficiada é a Associação Maxmello de Amparo à Vida Animal, em São Paulo, nacionalmente conhecida pela campanha “Faça um Carinho”. A ONG abriga dezenas de animais e sofre com superlotação e problemas na estrutura de suas instalações.

Dependendo do valor arrecadado, serão realizadas a reforma dos canis existentes, instalação de sistema de captação de água das chuvas e reforma da área externa da casa existente.

Se a meta estabelecida for cumprida, é possível realizar as três etapas. Entretanto, qualquer valor recebido será usado para melhorar os ambientes, começando pelos gramados, caminhas de sacos de ração e brinquedos.

Caso o valor obtido ultrapasse a meta, ele será usado para a construção de novos espaços para os cães, uma área de atendimento clínico, e outras instalações necessárias no local. Quem contribuir com o projeto poderá conferir as obras realizadas através do site Dicas de Arquitetura e por e-mail.