Os aditivos alimentares e os riscos à saúde

9.895 Visualizações
Cereal
Foto: mirilayon

Os aditivos alimentares são substâncias intencionalmente adicionadas aos alimentos com o objetivo de conservar, intensificar ou modificar suas propriedades físicas, químicas, biológicas ou sensoriais, sem prejudicar seu valor nutritivo. No entanto, é necessário um controle do uso dessas substâncias, pois a ingestão delas pode trazer riscos à saúde.

Os aditivos são encontrados na maioria dos alimentos industrializados, como em biscoitos, cereais matinais, refrigerantes, gelatinas, sucos artificiais, balas e mais uma série de outros alimentos presentes na dieta dos brasileiros, principalmente das crianças.

Dessa forma, seu consumo deve ser controlado, pois o risco à saúde é comprovado por uma soma de estudos científicos. Os três principais males associados ao consumo excessivo dessas substâncias são câncer, hipersensibilidade alimentar e déficit de atenção com hiperatividade.

Alguns públicos ainda são mais vulneráveis ao consumo, como as gestantes, os idosos, as pessoas que têm alimentação pouco variada e as crianças menores de três anos. No caso das crianças a atenção deve ser maior, porque os sistemas digestivo e urinário ainda não estão totalmente preparados para processar essas substâncias.

Embora algumas delas sejam liberadas e controladas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), seu uso pode causar de leves a graves danos ao corpo humano. Ainda existe a utilização abusiva e indevida dos aditivos em alimentos, especialmente naqueles industrializados.

Salgadinho de milho
Foto: boraemagrecercolega

Por isso, quanto mais industrializado o produto, mais aditivos químicos ele terá. O ideal mesmo é preparar os produtos frescos em casa. Porém, como na maioria das vezes não é possível, é importante que leia o rótulo e escolha os produtos com menos aditivos.

A informação está na lista de ingredientes, apresentada em ordem decrescente de concentração no produto. Entre muitos outros aditivos, os principais que devem ser evitados são: benzoato de sódio, eritrosina, amarelo crepúsculo, trartrazina, BHT e BHA.