Reciclagem de extrato bancário: é possível?

80 Visualizações

O hábito de imprimir o extrato bancário para verificar gastos e compensar custos, ainda é muito comum nos dias de hoje.

Entretanto, assim como os comprovantes de pagamentos e comprovantes de cartão de crédito, aquele “papelzinho” (em boa parte com coloração amarela) são impressos devido à ação do calor. E seu destino é um tanto quanto complicado, pois o tipo de papel é conhecido como termo sensível que contém bisfenol-A (BPA) em sua composição, um conhecido componente perigoso de se reciclar.

Risco do BPA

De acordo com informações no site da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia do Estado de São Paulo (SBEM-SP), “vale a pena ressaltar que alguns dos efeitos deletérios do bisfenol, como por exemplo, os de alterar a ação dos homônimos da tireoide, a liberação de insulina pelo pâncreas, bem como os de propiciar a proliferação das células de gordura, foram observados com doses nano moleculares, ou seja, doses, extremamente pequenas, as quais seriam inferiores à suposta dose segura de ingestão diária”.

Quase sempre, o BPA gera desequilíbrio em nosso sistema endócrino, alterando o sistema hormonal. Seu efeito em nosso organismo pode resultar em aborto, anomalias e tumores do trato reprodutivo, câncer de mama e de próstata, déficit de atenção, de memória visual e motor, diabetes, diminuição de qualidade e quantidade de esperma em adultos, endometriose, fibromas uterinos, gestação ectópica, hiperatividade, infertilidade, modificações do desenvolvimento de órgãos sexuais internos, obesidade, precocidade sexual, retardo mental e síndrome dos ovários policísticos.

Sua contaminação geralmente acontece através da ingestão, a substância química é desprendida de recipientes plásticos que resulta na contaminação do alimento. A Analytical and Bioanalytical Chemistry, realizou uma pesquisa onde divulga que nos casos dos papéis termo sensíveis, o contágio pode ocorrer entrando em contato com a pele. Conforme a pesquisa, a transmissão varia com a relação de quantidade de BPA presente na composição do papel, e relata que o risco de contaminação por ingestão é bem menor, entretanto contesta que devemos ter precaução.  

Alternativas

A principal alternativa é rescindir a impressão dos papeizinhos de comprovantes e extrato. Contudo, isso poderia gerar certo desconforto a usuários habituados a esse antigo estilo. Outras sugestões, são o uso do SMS para receber comprovantes de tais transações e o uso do internet banking, que vem crescendo e ocupando espaço por sua clareza e facilidade.

Mesmo tratando-se de um papel que é possível ser reciclado, a opção não está entre as mais viáveis pois em seu processo de reciclagem ocorre a liberação de BPA, o que resultaria na contaminação de outros materiais, como explica a Pollution Prevention Resource Center (PPRC). Diversos componentes foram testados para criação do papel térmico, apesar disso foram utilizadas substâncias cujas as decorrências para os seres humanos ainda estariam enigmáticas.