Saiba o que podemos aprender com a alimentação dos índios

3.313 views
Alimento indígena
Foto: foradoeixo

A diversidade culinária de nosso país é resultado da mistura de sabores e comidas típicas de diversas culturas. Neste mix de contribuições, a alimentação indígena tem presença marcante, com pratos que valorizam os sabores e a riqueza de nossa terra.

Os primeiros habitantes do Brasil utilizavam exclusivamente o que a natureza e a floresta lhes ofereciam. Alimentavam-se basicamente de mandioca – também conhecida como macaxeira ou aipim – milho, batata, raízes, frutas silvestres, palmito, castanha, amendoim, carne de caças e peixes. Entre os pratos típicos que nasceram da combinação destes ingredientes essencialmente brasileiros estão a moqueca, caruru, paçoca, tapioca e mingau.

Por utilizar apenas ingredientes naturais, a alimentação indígena é extremamente rica em nutrientes e vitaminas indispensáveis para a saúde. Além de serem alimentos nutritivos, a forma natural de cultivo, livre de agrotóxicos e outros produtos químicos, torna a alimentação destes povos uma das mais saudáveis.

Se para nós a preocupação principal na hora de preparar um prato normalmente é com os sabores e atrativos ao paladar, para estes povos o objetivo era outro. A alimentação era encarada, essencialmente, como fonte de sustento, energia e saúde. Retirava-se da terra os recursos necessários para a sobrevivência e manutenção das atividades cotidianas.

Além de serem referência quando o assunto é nutrição, as formas de produção e exploração dos recursos, assim como a relação que mantinham com a terra, são exemplos saudáveis e ecológicos. Preocupados com o desgaste e esgotamento dos recursos naturais, estes povos desenvolveram formas de manejo baseadas na preservação e, acima de tudo, valorização do meio ambiente.

Alimentação dos índios
Foto: socioambiental