Empresa britânica desenvolve usinas eólicas voadoras

482 views
New Wave Energy
Foto: descubraoverde

Embora pareça algo futurista, a utilização de drones (aeronaves não tripuladas) já é realidade para militares e civis em mais de 75 países, conforme um relatório de 2012 do Congresso dos EUA. Seja para fins bélicos, vigilância, entretenimento ou entrega de produtos, como testa a loja virtual Amazon, os robôs estão sendo empregados atualmente. Contudo, a empresa britânica New Wave Energy pretende usar a tecnologia de uma forma diferente, isto é, a partir do desenvolvimento de “usinas voadoras” a companhia irá fornecer energia eólica e solar.

Voando a 15 mil metros de altitude, ou seja, altura na qual os ventos são mais confiáveis e propícios para a produção energética, os drones serão projetados para gerar eletricidade e, através da transmissão de micro-ondas, enviá-la para antenas na superfície terrestre. Tais estruturas de recepção terão o objetivo de converter micro-ondas em energia elétrica convencional, tornando possível a utilização deste serviço pela população.

Entretanto, o projeto da New Wave Energy ainda não saiu do papel e, em breve, deverá ter campanha lançada no site Kickstarter, que divulga ideias inovadoras para atrair financiamento, buscando atingir a meta de investimentos de 500 mil dólares. Caso o desenvolvimento alcance o valor estimado e seja posto em prática, os drones poderão voar e fornecer energia em apenas seis meses.

Equipados com painéis solares e turbinas eólicas, os “Vants” (veículos aéreos não tripulados), são sustentáveis, pois usam uma pequena parcela da eletricidade que produzem para continuarem funcionando e assim permanecerem nos céus. Além disso, os drones podem auxiliar áreas afetadas por desastres naturais, devido à mobilidade desses equipamentos e sua capacidade para abastecer até um bairro inteiro.

New Wave Energy
Foto: newwaveenergyuk