Dados sobre o desmatamento no mundo

2.875 views

A densidade demográfica, o resultado das políticas de desenvolvimento econômico e industrial, e o mau uso dos recursos naturais são as principais causas do desmatamento pelo mundo. Além de ser a principal ameaça ao meio ambiente, acaba prejudicando o habitat natural de diversas espécies de animais. Em alguns casos, o desmatamento tem causas naturais, mas em sua grande de maioria, a ação do homem é a mais nociva e constante.

Nos Estados Unidos, por exemplo, a forte onda de calor que assola grande parte do país tem destruído uma extensa área florestal com os fortes incêndios. Recentemente, o Parque Nacional Yosemite, na Califórnia, já perdeu 160 mil hectares de mata (extensão maior do que a cidade de Chicago) e a destruição avança a cada dia. O combate ao fogo já rendeu a morte de quatro bombeiros.

Parque Nacional Yosemite
Parque Nacional Yosemite. Foto: jp-lugaresfantasticos

Porém, na ilha de Bórneu (Ásia), a ação do homem é responsável pela eliminação de uma grande área arborizada para dar espaço à plantação de palma – ingrediente usado como biocombustível em estações de energia e também em diversos alimentos processados –, e as principais vítimas são os orangotangos. Equipes de resgate do International Animal Rescue (IAR) e do Departamento Florestal de Ketapang, em West Kalimantan – província da Indonésia –, realizaram uma ação de resgate dos animais, que passaram longos períodos sem comida.

Desmatamento na China
Desmatamento na região de Hainan, China. Foto: g1

A China vem adotando medidas para diminuir o nível de desmatamento. Os hashis de madeira, muito usados na alimentação – e que geralmente são descartáveis – resultam na derrubada de 20 mil árvores adultas todo ano. O governo chinês já tomou medidas anteriormente, como a criação de um imposto (5% sobre a fabricação do produto) na tentativa de abalar a indústria. Com a intenção de aumentar a área florestal do país em até 40 milhões de hectares até 2020, o presidente Hu Jintao acredita que esta meta só será cumprida se a população abrir mão dos hashis de madeira (uma tradição milenar) e substituí-los por produtos produzidos em plástico.

Na Europa, dados sobre o desmatamento comprovam que 10% do desaparecimento de área verde de todo o planeta são causados pelos países da União Europeia. De acordo com a FAO (Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação), 239 milhões de hectares de florestas se tornaram habitáveis, áreas agrícolas ou estradas nas últimas duas décadas, tornando a região como a grande vilã do desmatamento mundial. Os dados foram levantados pela própria União Europeia e visam tratar diretrizes para o futuro.

Já no Brasil – um dos líderes em desmatamento no mundo –, uma das regiões com maior devastação ambiental está localizada na Floresta Amazônica, com aumento significativo a cada ano. O Boletim de Desmatamento (SAD) divulgou recentemente que, em 2013, o nível de destruição de área verde da Amazônia legal no período de agosto de 2012 a junho de 2013 totalizou 1.855 quilômetros quadrados, um aumento de 103% comparado com o mesmo período do ano passado.

O Relatório afirma também que o estado do Pará possui o maior nível de área desmatada (42%), em seguida vem o Amazonas (32%), Mato Grosso (18%) e Rondônia (5%).

arco do desmatamento da amazônia
Desmatamento da amazônia. Foto: Ministério do Meio Ambiente