Caixa eletrônico fornece água em vez de dinheiro

450 views
Reprodução Cerca de 20 litros podem custar 0,5 xelins quenianos (R$ 0,02).

A distribuição de água em Nairobi, no Quênia, é um problema de ordem mundial, por ser um recurso escasso na região e pela dificuldade logística. Na maioria das comunidades, as pessoas podem recorrer às torneiras centrais e pagar uma taxa para a captação subterrânea. No entanto, além do valor abusivo pago por eles, há uma dificuldade em recolher o dinheiro para destiná-lo de volta aos investimentos de tratamento.

Para reverter essa situação, a empresa de engenharia hídrica dinamarquesa Grundfos começou a pesquisar as melhores maneiras de distribuir água na região e criar renda para a comunidade local.

Cartão de crédito para compra de água

As pesquisas e trabalhos resultaram no AQtap, uma máquina que funciona como um “caixa eletrônico”, mas no lugar do dinheiro, fornece água. Para isso, os usuários recebem uma espécie de cartão de crédito que, ao ser inserido no equipamento, permite que eles escolham a quantidade desejada.

Por apenas 0,5 xelins quenianos, valor equivalente a dois centavos de real, é possível obter cerca de 20 litros. Em outros sistemas da cidade, os moradores compram a mesma quantidade por 50 xelins.

Todo o dinheiro depositado é arrecadado para manter o próprio sistema. Ou seja, tudo é reinvestido para melhorar a qualidade de abastecimento para a população, segundo a empresa.

A inovação, no entanto, não para por aí. O dispositivo também é capaz de coletar dados sobre quantas vezes as máquinas são utilizadas, para que o dinheiro seja distribuído nos locais de maior demanda.

Projetos desse tipo tem agradado autoridades de todo o mundo

O projeto ainda está na fase piloto, mas já conta com o apoio do governo local. A ideia também tem atraído autoridades de outros países africanos e asiáticos, como a Tailândia, por exemplo, onde algumas AQtap vão começar a ser implantadas.

Na província de Punjab, no Paquistão, uma iniciativa semelhante também tem agradado. A empresa Saaf Pani (Água Limpa) e o Laboratório de Inovações para Aliviar a Pobreza (IPAL Lab), desenvolveram em parceria caixas eletrônicos movidos a energia solar que entregam água limpa por meio de um cartão inteligente.

Os usuários recebem um cartão que podem usar para coletar uma quota diária de água. A ideia é que, além de garantir o acesso à água potável por todos, haja redução no desperdício.