As vantagens e desvantagens da energia térmica

16.332 Visualizações
Energia Térmica
Foto: portalsuldabahia

Vários países utilizam as usinas termelétricas para obter energia. O processo consiste na queima de carvão, combustíveis fósseis, gás natural ou bagaço da cana de açúcar (biomassa), que se transforma em energia elétrica.

Este tipo de produção detêm vários prós e contras: de um lado facilita a implantação em diversos lugares – o que não acontece no caso das hidrelétricas, que necessitam dos rios, às vezes até modificando o seu curso natural –, mas em contrapartida tem o alto preço dos combustíveis, o impacto ambiental e a questão de que boa parte da matéria-prima não é renovável.

Conheça algumas vantagens e desvantagens sobre a energia térmica:

Vantagens

A principal vantagem é que as usinas térmicas podem ser construídas com maior rapidez e próximas às regiões de consumo, resultando assim economia no custo das linhas de transmissão. Outro ponto positivo é o uso do gás natural como alternativa menos poluente que os combustíveis derivados do petróleo e o carvão. Além disso, várias matérias-primas podem produzir esse tipo de energia, como: bagaço da cana de açúcar, casca de cereais, lenha, entre outros. Além de ser uma alternativa para países que não possuem outros tipos de fontes de energia.

Desvantagens

Sem dúvida, o maior ponto negativo é a queima de derivados de petróleo (recursos não renováveis), que resulta na poluição do ar. Tanto o carvão mineral, como o bagaço de cana produz gás carbônico, fuligem e contribui para a geração do efeito estufa.

Outros impactos ambientais que podem ser observados é o aquecimento da água dos rios – uma vez que ela é utilizada em forma de vapor para acionar a turbina e gerar energia, devendo ser resfriada adequadamente quando devolvida – e, às vezes, a necessidade de construção de estradas para levar o combustível até a usina. Também é elevado o gasto com a compra de combustíveis fósseis e, consequentemente, o preço final da energia térmica.

Energia Térmica
Foto: inhabitat

Energia no Brasil

No Brasil, a maior parte da energia provém das usinas hidroelétricas, que equivalem a 75%. O país possui cerca de 50 termoelétricas distribuídas por vários estados. Seu uso é complementar, representa em torno de 10%, e está ligado a um plano estratégico, para os períodos em que haja baixos níveis pluviométricos. Uma vez que se falta chuva, tanto os rios como os reservatórios das usinas hidroelétricas ficam com a capacidade de produção reduzida para abastecer o país.