Aprenda como funcionam as placas solares para residências

720 Visualizações
© Depositphotos.com / vision.si A instalação de placas solares pode reduzir as contas de luz a longo prazo.

Você já ouviu falar em painéis fotovoltaicos? São dispositivos compostos por células fabricadas com silício cristalino e arsenieto de gálio, capazes de absorver a energia do sol e transformá-la em energia elétrica suficiente para ligar tudo o que está conectado à tomada. Isso quer dizer redução na conta de luz!

Essas células formam cristais e recebem adição de fósforo e condutores metálicos. Depois são cortadas em pequenos discos e fixadas em painéis, que são instalados no telhado das casas. A partir daí, a energia gerada pelo painel passa por uma espécie de inversor solar, que se encarrega de equalizá-la que possa ser utilizada na casa.

Geralmente existe um quadro de luz para conectar esta energia que vem da luz solar e, quando esta se torna insuficiente, a Distribuidora de energia se encarrega de abastecer a residência.

Utilização de placas solares em pequena escala

Apesar de vantajoso para quem deseja tornar a casa mais sustentável e fugir das altas contas de luz, o custo desse sistema ainda é muito alto. De acordo com o Portal Solar, os valores cotados em março de 2015 começam em R$ 11 mil e podem chegar a 100 mil. Por isso ainda é pequeno o número de pessoas que optam por fazer esse tipo de investimento em casa. Porém, após o gasto inicial os moradores percebem que o uso da energia solar pode contribuir para a diminuição dos gastos mensais e suprir parte do consumo.

Entretanto, já é possível encontrar em grande escala no mercado luminárias feitas de LED e abastecidas com energia solar, destinadas a ambientes externos. Essas opções dispensam fiação e conduítes, pois funcionam como um sistema autônomo.

Quando o assunto é energia solar em grande escala, podemos constatar que o Brasil o uso deste sistema em usinas é muito baixo, diferente de países como Canadá e Alemanha. Além do alto custo e da necessidade de financiamentos governamentais, é importante ressaltar que os benefícios do uso de energia solar são inúmeros e muito sustentáveis.

O sol é a maior fonte de energia do nosso planeta. Ele é o responsável pelo florescimento da vida como conhecemos e é justo que façamos o caminho de retorno a ele se quisermos preservar a natureza e criar boas condições de abastecimento energético em um futuro próximo.