Turquia inaugura seu primeiro ônibus movido a energia solar

623 views
Reprodução Energia fornecida abastece altofalantes, câmeras e conexões wi-fi.

A população mundial cresce cada dia mais e junto com ela, consequentemente, aumentam o trânsito e o número de prédios, carros e de pedestres nas ruas. Para controlar a situação e minimizar os problemas, governos de todo o mundo têm trabalhado para garantir um desenvolvimento sustentável.

Diante deste cenário tem se destacado as questões de mobilidade urbana. Alternativas como faixas de ônibus, ciclovias, incentivo a carros híbridos e elétricos, entre outras, tem dominado as políticas públicas nos grandes centros urbanos, como São Paulo, Paris e Londres.

Mas agora é a vez da cidade de Istambul, na Turquia, que traz uma novidade para o transporte público. A capital colocou em circulação, em setembro, o primeiro ônibus do país que opera com uso de energia solar.

Como funciona?

Apesar de utilizar combustível tradicional no motor (diesel), as telas sobre o veículo fornecem energia para as catracas, altofaltantes, câmeras, conexão à internet via wi-fi e até carregadores de celular. O sistema também permite uma carga extra para a bateria do automóvel, aumentando a eficiência energética.

Dessa forma, é possível dizer que a tecnologia instalada no veículo, por ser mista, amplia a eficiência energética e garante que ele não emita gases poluentes e nocivos à saúde e ao aquecimento global.

Apresentado em uma conferência para a imprensa em Topkapi, onde fica a primeira estação da rota do coletivo, o veículo passa por Eminönü, palco de grande parte das atrações históricas de Istambul, como a Mesquita Azul e a Basílica de Santa Sofia. A ideia é que ele circule por um trajeto com grande apelo turístico.

Turquia já tinha iniciativa parecida

A Istanbul Electric Tram and Tunnel Company (IETT), empresa pública responsável pelo serviço de transportes da capital turca – e, claro, pelo ônibus movido a energia solar –, já havia apresentado um ônibus ecologicamente correto em 2014.

Chamado de Botobus, o veículo circula com plantas sobre o teto, de modo a compensar as emissões de gás carbônico. O país vem trabalhando ativamente para reduzir sua pegada de carbono e aumentar a utilização de energia renovável. Atualmente, já conta com um dos mais altos índices de capacidade de geração de energia solar da Europa.