Como fazer o reaproveitamento de água?

655 Visualizações
Água
Foto: hacedoraweb

Importante para nossa sobrevivência, a água é um recurso natural cada vez mais raro e caro devido à degradação ambiental e imprudência humana. De acordo com dados da Organização das Nações Unidas (ONU), cerca de 1,1 bilhões de pessoas em todo o mundo não têm acesso à água potável e mais de 2 milhões de crianças morrem todos os anos pela falta dela.

Há alguns anos, esses problemas relacionados à água despertaram no homem uma preocupação com o meio ambiente e, principalmente, com a escassez do recurso. Dessa forma, fez-se necessária a busca por soluções estratégicas e, claro, sustentáveis.

O reaproveitamento de água é um exemplo de solução bastante sustentável. Isso porque engloba um processo que permite que a água seja reutilizada, permitindo a diminuição dos gastos com a conta de água.

Há várias formas de reutilizar a água: por meio da chuva, da água do banho e do esgoto, por exemplo. Já existem, inclusive, prédios estruturados para a captação deste tipo de água.

Confira como fazer o reaproveitamento

Cisterna
Foto: 60713956@N00

No primeiro caso, com a água da chuva, o armazenamento pode ser feito em cisternas ou em tanques subterrâneos. A água que cai sobre as residências, e para nas calhas, deve ser direcionada por meio de tubos para o local de armazenamento.

Vale lembrar que é necessário ter um filtro – pode ser uma peneira de cozinha – para que folhas de árvores, sujeiras e sementes não sejam levadas junto com a água.

No caso do reaproveitamento de água do banho é preciso desviar a água do ralo para um reservatório. Os filtros e tratamentos também são necessários.

Os responsáveis pelo saneamento básico de sua cidade – governo e empresas – também podem participar da ação de reutilização da água. O reaproveitamento da água de rede de esgoto é utilizado para regar jardins públicos, lavar ruas e automóveis e irrigar plantações. Esta água ainda pode ser devolvida à natureza para seguir o ciclo hidrológico.

Economia

O reaproveitamento de água pode resultar em uma economia de até 40% na sua conta no final do mês. No entanto, apesar de sustentáveis, os resultados dessas iniciativas não devem ser considerados potáveis – ótimos para consumo próprio.

De acordo com a norma ABNT 15527:2007, o reaproveitamento da água só deve ser usado em ambientes urbanos para fins não-potáveis – vasos sanitários, jardim e a horta, lavagem de carros e de pátios e lavagem de roupas.