Estudantes brasileiros projetam carro reconfigurável

273 views
Divulgação / Poli-USP Carro foi premiado durante o Fórum PACE.

Em um cenário no qual a mobilidade urbana é um dos maiores problemas, a busca por alternativas se torna constante. Neste contexto, os alunos da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli-USP) e de mais quatro universidades estrangeiras – Hochschule RheinMain University of Applied Sciences (Alemanha), Howard University (Estados Unidos), New Mexico State University (Estados Unidos) e University of Ontario Institute of Technology (Canadá) – desenvolveram um veículo que promete atender a diferentes demandas.

O projeto Opal consiste em um automóvel reconfigurável e de uso compartilhado para a cidade de São Paulo (SP). Com um modelo hatch, de duas portas, ele amplia a capacidade de passageiros, de três para cinco assentos, conforme o desejo do usuário. Ou seja, é possível que ele seja um veículo de passageiros ou de carga.

Para entender as necessidades das pessoas e dar início ao projeto, os estudantes consideraram os resultados de uma pesquisa de mercado realizada por eles na capital paulista. Das 500 pessoas ouvidas entre os meses de outubro e novembro de 2014, 77,1% responderam que usam o carro sozinho ou com mais uma pessoa, 62,3% vão de carro para o trabalho e 76% mudam suas necessidades de uso do carro no decorrer da semana. A maioria dos respondentes tem entre 19 e 29 anos, público-alvo do projeto Opal.

Com o objetivo de viabilizar a implantação do projeto, os alunos elaboraram um modelo de negócios que permite que o serviço de uso compartilhado seja utilizado por pessoa física e também para complementar a frota de empresas.

Ainda no contexto de ser uma alternativa para a mobilidade urbana, o consumidor poderá adquirir o Opal somente com a condição de disponibilizar o carro, em determinados momentos, para o serviço de uso compartilhado, em formato semelhante à franquia.

Projeto participa do Global Vehicle Development Project

No final de julho a iniciativa participou da competição Global Vehicle Development Project, promovida entre as universidades integrantes do PACE – Partners for the Advancement of Collaborative Engineering Education, programa liderado pela General Motors mundial para a educação de engenharia.

O Brasil foi o único país da América do Sul a participar do PACE e fez sucesso. o Opal foi premiado em segundo lugar na categoria Perspectiva de Cliente (pesquisa de mercado) e em terceiro lugar na categoria Engenharia do Produto.