Embrapa cria gibi para explicar a relação entre consumo de carne e o efeito estufa

512 views
© Depositphotos.com / S_Razvodovskij Material é destinado principalmente ao público que varia entre oito e 14 anos.

Não é novidade para ninguém que a educação é a chave para o futuro da sociedade. Através dela, é possível conscientizar jovens e crianças sobre ideais importantes para si mesmos e, principalmente, para o planeta. Com isso, os conceitos sustentáveis adquirem cada vez mais um papel fundamental na fase adolescente da vida, uma das responsáveis por transformar o homem e sua relação com o meio ambiente.

A Embrapa Gado de Corte, em parceria com a APNSP (Associação Sul-Mato-Grossense dos Produtos de Novilho Precoce), lançou recentemente um gibi para jovens e crianças que aborda temas importantes e polêmicos. Na primeira edição, o gibi da série “Mitos e Verdades Sobre a Carne” fala da importância do consumo de carne, explorando tabus sobre o assunto de um jeito interativo para seus leitores.

Em entrevista para o programa de rádio Brasil Rural, a pesquisadora da Embrapa Gado de Corte, Fabiana Alves, falou sobre a importância da novidade lançada para o setor pecuário, que, hoje, é um dos principais alvos de crítica a respeito de seu desempenho quanto à emissão de gases de efeito estufa.

De acordo com a especialista, o relacionamento entre o consumo de carne bovina e as questões ambientais é potencializada por pessoas, muitas vezes, sem conhecimento da causa correta sobre o assunto. Fabiana enfatiza que diversas atividades presentes no cotidiano das pessoas contribuem de uma forma muito mais agressiva para a emissão de gases e, mesmo assim, não recebem a mesma atenção como a produção de carne vermelha.

O objetivo da iniciativa é esclarecer dúvidas e derrubar mitos existente sobre o setor, direcionando um conteúdo informativo para adolescentes e crianças entre oito e 14 anos e que aborda, com base cientificamente comprovada, fatos e mentiras sustentadas sobre o consumo de carne bovina.

“Hoje a gente pode falar que já existem sistema de produção, como por exemplo, sistema de produção e Integração LPF (lavoura pecuária e floresta), no qual nós temos um saldo de carbono positivo. Ou seja, as árvores e uma boa pastagem conseguem mitigar e até sobrar carbono no sistema. E isso quer dizer que nós podemos produzir bois e carnes, e, mesmo assim, preservar o meio ambiente”, garante Fabiana.

A pesquisadora cita o exemplo da utilização de carros e não reciclagem como situações em que as pessoas não se “incomodam” tanto quanto o alimento. Nas próximas edições da série, Fabiana conta que outros temas responsáveis por intensos debates serão focados no gibi, como a importância do consumo de carne e a importância do consumo da água.