Dia da Educação: a importância da educação ambiental

306 views

O Dia da Educação é celebrado anualmente no dia 28 de abril, como forma de incentivar e conscientizar a população sobre a importância da educação na formação e desenvolvimento de cidadãos atuantes e comprometidos com a construção de um mundo melhor para todos.

Nesse aspecto, a Educação Ambiental é crucial, pois permite conciliar a preservação da natureza com as necessidades da sociedade.

Ao trabalhar conceitos fundamentais sobre desenvolvimento sustentável no aprendizado, ela ajuda as pessoas a entenderem melhor o mundo em que vivem e o impacto de suas ações no meio ambiente. Consequentemente, forma cidadãos mais críticos, conscientes e, principalmente, agentes na promoção da sustentabilidade.

Por exemplo, de nada adianta uma cidade ter coleta seletiva de lixo se a população não se engajar, separando o lixo adequadamente, fazendo o descarte correto. Daí a importância de um trabalho educacional que conscientize todos sobre seu papel socioambiental.

Política nacional

O Brasil adota, desde 1999, algumas diretrizes em relação ao ensino de práticas sustentáveis que estão detalhadas na Política Nacional de Educação Ambiental.

Alguns dos seus principais objetivos são: desenvolver uma compreensão integrada do meio ambiente em suas múltiplas e complexas relações; garantir a democratização das informações ambientais; estimular e fortalecer uma consciência crítica sobre a problemática ambiental e social; além de incentivar a participação individual e coletiva, permanente e responsável, na preservação do equilíbrio do meio ambiente.

Sendo assim, a política determina que a educação ambiental deve ser desenvolvida nos currículos das instituições públicas e privadas em todas as etapas de ensino como, por exemplo, na educação básica (ensino infantil, fundamental e médio), superior e especial.

Atividades de conscientização

Diversas atividades podem ser desenvolvidas para promover a educação ambiental nas diferentes etapas de aprendizado. No ambiente escolar, por exemplo, é possível aproveitar espaços verdes para realização de atividades de conscientização.

Palestras e debates também se apresentam como uma ótima oportunidade para explorar temas sustentáveis, promovendo o conhecimento dos participantes.

Outra alternativa são as excursões escolares para realização de atividades educativas em áreas de proteção ambiental, onde são realizados trabalhos de preservação e manutenção do ecossistema.

Exemplo disso é o trabalho desenvolvido pela Polícia Militar Ambiental de Presidente Prudente, que não só realiza debates em escolas, como também viabiliza diferentes atividades nas quais as crianças realizam o plantio de árvores e a soltura de animais silvestres, como pássaros, que foram apreendidos em operações policiais. Dessa forma, as crianças já são colocadas na posição de agentes ambientais.

Também há muitas oportunidades para se promover a educação ambiental no ensino superior.
Por exemplo, o desenvolvimento de projetos de pesquisa propondo soluções para problemas ambientais têm o potencial de não só promover consciência ambiental, como também alavancar o desenvolvimento sustentável nas diferentes cidades do Brasil.

Além disso, as instituições de ensino superior podem realizar campanhas que promovam pautas como a carona entre alunos como modelo de transporte, a utilização responsável de recursos como água e energia elétrica, entre outros temas ligados à sustentabilidade.

Por fim, é importante destacar que qualquer ação de educação ambiental deve sempre ir muito além da conscientização, buscando principalmente permitir que os participantes tenham mudanças de comportamento a curto, médio e longo prazo. Só assim conseguiremos superar a crise ambiental em que vivemos.

***

Tem interesse em saber mais sobre educação ambiental e outros temas de sustentabilidade? Conheça também o podcast do Pensamento Verde e ouça bate-papos com profissionais especialistas no tema.

Fontes: Pensamento Verde | Unime | G1