Considerada extinta, arara azul é vista na Bahia

796 views
ararinha-destaque-470×260 Aparecimento da ave na Bahia ainda é um mistério.

A Ararinha-azul (Cyanopsitta spixii), considerada uma das espécies mais raras em todo o país, foi vista em junho no município de Curaçá, na Bahia. A oportunidade marcou o primeiro aparecimento do animal voando livremente na natureza em muito tempo, fato que não ocorria desde o começo do século.

O registro do voo da ararinha-azul foi feito pelo agricultor Nauto Oliveira, morador da região, que em seguida avisou a mulher, Lourdes Oliveira, e a filha, Damillys Oliveira, que foram ver o animal no dia seguinte. A filmagem da ave foi feita com o celular de Damillys, sendo depois enviada para o SAVE Brasil (Sociedade para a Conservação das Aves do Brasil).

A confirmação de que o animal visto era mesmo uma espécie rara, veio quando Pedro Develey, diretor do SAVE Brasil, fez o reconhecimento do som emitido pelo pássaro. Ainda não se sabe ao certo a origem do animal, já que cerca de apenas 100 exemplares da espécie são monitorados e vivem sob os cuidados de órgãos responsáveis. Atualmente, o animal é considerado extinto da natureza.

De acordo com Develey, é bem provável que o animal estivesse em um dos cativeiros e acabou fugindo de maneira ainda misteriosa. “Nós temos quase 100% de certeza de que ela estava em cativeiro. Agora, o que aconteceu é um mistério. Ela fugiu? Alguém a soltou? Quem manteria uma ave como essa presa, em segredo, por tanto tempo?”, disse o diretor em entrevista ao site da Época, após relatar a operação realizada pelo Ibama há algum tempo com o objetivo capturar gaiolas e libertar aves.

A ideia da organização é implantar uma estrutura em Curaçá para aves, já que a região é considerada habitat natural da espécie, e preparar a comunidade local para fazer o tratamento e preservação dessas aves – quando forem reintroduzidas na natureza.

Acompanhe abaixo o vídeo de registro da ave feito pelos moradores do município de Curaçá: