Prédio de São Paulo cria horta subterrânea

617 views
iStock.com / bhofack2 Com a compostagem, prédio deixou de enviar dezenas de toneladas de lixo orgânico para aterros sanitários.

“Transformar espaços e pessoas” é o lema que vem sendo conduzido pelo Programa EcoMalzoni, que, desde outubro de 2015, tem implantado um novo conceito no gerenciamento de resíduos no Edifício Pátio Victor Malzoni, localizado na Avenida Brigadeiro Faria Lima, no coração de São Paulo.

No início deste mês, durante a semana de comemoração do Meio Ambiente, o programa inaugurou a primeira horta brasileira subterrânea, criada com o objetivo de diminuir os desperdícios de alimentos e conscientizar todos os frequentadores do edifício. De acordo com os organizadores, a ideia do projeto é estimular o pensamento sustentável, incentivando a prática da reciclagem.

A funcionalidade da nova horta está na utilização de lixo orgânico do próprio prédio, que recebe a função de abastecer o sistema de compostagem do local. Com isso, o Programa EcoMalzoni planeja cultivar alimentos como alface, hortelã e manjericão, por exemplo, expandindo sua lista de plantação conforme o tempo.

Com menos de um ano de existência, importante ressaltar que o programa já tem colhido seus primeiros resultados, deixando de enviar dezenas de toneladas de lixo orgânico para aterros sanitários para aproveitamento reciclável dos materiais. Para se ter uma ideia, só no mês de abril, 18 toneladas de resíduos foram destinadas à reciclagem, superando uma média de 1,3 tonelada que se mantinha antes do projeto ser implantado.

O EcoMalzoni desenvolve ainda a coleta de guimbas para reciclagem, a criação de um Ecoponto (para coleta de lixo orgânico caseiro), um sistema de logística reversa para cápsulas de café e outras ações. O projeto pioneiro no Brasil segue o modelo obtido em algumas outras metrópoles, como Londres e Tóquio, que acredita na ideia para reeducação ambiental das grandes cidades ao redor do mundo.