Projeto transforma restos de comida e dejetos humanos em energia para abastecer uma casa

512 views
Reprodução / Fast Co.exist Os idealizadores estimam que levará cerca de cinco anos para o sistema da casa se pagar.

Uma fazenda abandonada na zona rural da Espanha não é o primeiro local em que pensamos ao nos referirmos a tecnologias energéticas de ponta. Mas é exatamente em um lugar como este que um projeto inusitado e bastante promissor está se desenvolvendo. A propriedade terá seu abastecimento feito por energia gerada a partir de restos de comida e dejetos.

O sistema de minirresíduos produz energia a partir dos dejetos de sanitários, dos restos de comida e do esterco dos cavalos presentes na propriedade. A energia produzida é capaz de fornecer água quente, calor e gás de cozinha. A fazenda foi projetada especialmente para demonstrar o quanto o projeto é viável em espaços familiares e em pequena escala.

Meghan Sapp é cofundadora da startup PlanetEnergy, responsável pela fazenda. A casa é extremamente econômica e em cinco anos pagará os investimentos feitos para que o sistema seja implementado. Após esse período os gastos serão ínfimos e apenas para manutenção.

O sistema utiliza bactérias e enzimas para acelerar a decomposição de resíduos. Em seguida, captura metano para abastecer a casa. Sapp e seu parceiro Iñigo Arana pretendem morar na fazenda e aperfeiçoar cada vez mais a técnica para que, futuramente, ela possa ser levada a regiões rurais carentes e que ainda sofrem com a falta de energia.