Por que alguns animais não conseguem um lar?

253 Visualizações

Apesar das inúmeras campanhas de adoção, existem alguns animais que passam a vida em abrigos – ou até nas ruas – sem a chance de ter um lar. Entenda quais são esses perfis e porque isso acontece.

 

Existe uma história curiosa sobre uma gata chamada Tilly, que viveu por mais de 20 anos num abrigo no Reino Unido. Ela foi encontrada em 1995, após dar à luz a gatinhos, e logo foi levada para o santuário de animais, de onde nunca mais saiu. Esta gatinha foi rejeitada por mais de 30 mil pessoas que passaram pelo local, durante o período em que viveu lá.

A história de Tilly é muito comum em abrigos no mundo todo. Alguns animais ficam anos aguardando um lar e, muitas vezes, morrem sem saber o que é receber o carinho de uma família.

Por que isso acontece?

A resposta é simples: porque esses animais apresentam características incomuns. Muitas vezes, são pets mais velhos, com problemas de saúde, alguma deficiência ou ainda problemas comportamentais (como agressividade, rebeldia etc.).

Animais com essas características enquadram-se numa categoria conhecida como “menos adotáveis”. Vamos conhecer melhor cada uma delas:

Cães e gatos agressivos

Quando um animal de estimação apresenta comportamento agressivo significa que, possivelmente, ele foi vítima de abusos ou maus tratos e por isso perdeu a confiança nos humanos. Quem se dispõe a adotar animais com esta característica, deve ter muito carinho e paciência com o animal, até que ele recupere a confiança e aprenda a retribuir o amor que recebe. Pessoas que sentem medo de animais agressivos, que não têm tempo ou paciência, devem evitar adotar animais com essa característica.

Animais idosos

Este grupo também é bastante ignorado em eventos de adoção, porque as pessoas associam a velhice a problemas de saúde (o que nem sempre é verdade). Os animais idosos geralmente são mais tranquilos, amorosos e demonstram no olhar a gratidão por quem os adota. Além disso, cães e gatos mais velhos se deixam acariciar mais facilmente, sem receios, pois o avanço da idade lhes traz um temperamento mais dócil, por isso, são ótimos companheiros para crianças e pessoas de qualquer idade.

Pets pretos

Apesar de ser uma grande bobagem, algumas pessoas ainda carregam superstições ou preconceitos sobre animais de pelagem preta. Para provar o quanto esses animais são belos, a fotógrafa Emma O’Brien fez um lindo ensaio apenas com cães e gatos pretos.

A fotógrafa conta em seu site, que fez uma pesquisa para entender porque estes animais ficam por último nas filas de adoção. Segundo Emma, em primeiro lugar, é porque as pessoas acham que eles não fotografam bem. Em segundo lugar, as pessoas julgam que cães pretos parecem intimidadores e agressivos. Em terceiro lugar, vem a ideia mais absurda, que é a de que gatos pretos dão azar.

Cães de grande porte

Cachorros de porte grande também acabam sendo evitados por muitas famílias. Isso acontece porque, muitas vezes, as pessoas não dispõem de espaço para este tipo de cão. Por outro lado, é muito comum quem tem condições de ter um animal desses em casa, acabar comprando ao invés de adotar.

Então, se você gosta e pode ter animais de grande porte, pense duas vezes antes de comprar e procure em algum abrigo mais próximo. Também existem sites que divulgam animais para adoção, como o Amigo Não Se Compra, que divulga animais no país inteiro, disponíveis para adoção.

Com necessidades especiais

Pets com necessidades especiais – que são os paraplégicos, cegos, portadores de doenças crônicas etc. –, acabam ficando nos abrigos por muito mais tempo. Algumas deficiências não necessitam de cuidados especiais, enquanto outras demandam maior atenção e tempo.

Portanto, se você tem amor e paciência, é livre de preconceitos e está disposto a adotar um bichinho, dê uma oportunidade aos “menos adotáveis”. Estes cães e gatos, muito provavelmente já passaram fome e sede, sofreram maus-tratos e, quando são adotados, sabem reconhecer que sua vida mudou para melhor e retribuem o carinho, sendo os companheiros mais fiéis e gratos.