A poluição atmosférica e as novas tecnologias

2.125 Visualizações

A poluição atmosférica vem se alastrando no mundo todo, sendo responsável pelo aumento no número de mortes. Segundo estudo divulgado pela OMS, mais de 7 milhões de pessoas morrem, por ano, por causa da poluição causada por uso de combustíveis fósseis (particularmente carvão e lenha) ou pela queima de combustíveis de carros e caminhões.

No Brasil não é diferente. Na última década tem ocorrido um aumento significativo no número de veículos circulando pelas cidades, além de caminhões no transporte de mercadorias. Para complicar a situação, o sistema elétrico está utilizando uma maior quantidade de usinas térmicas para produção de energia elétrica.

Carros
Foto: Alessandro Dantas/MMA

Todos estes fatores juntos têm trazido preocupações para as autoridades de saúde, nos diferentes níveis de governo e mesmo de instituições de saúde particulares, pois há um aumento significativo de pessoas com problemas respiratórios, particularmente crianças e idosos. Mas mesmo trabalhadores também sofrem com este problema.

Hoje temos o surgimento de novas tecnologias que podem transformar estes problemas ambientais em oportunidades para empreendedores nos mais diversos segmentos.

Se pensarmos na questão do transporte de mercadorias, temos, por exemplo, mais de 70% de toda safra de grãos no Brasil transita por rodovias, em caminhões muitas vezes ultrapassados e poluidores. Pouco é investido em infraestrutura para que outros dois modais, o ferroviário e o hídrico, possam trazer ganhos para esta questão, pois são modais com pouco impacto na produção de gases que prejudicam o meio ambiente e a saúde das pessoas.

Outro nicho de mercado diz respeito às novas tecnologias para motores, que passa por uma revolução no uso de novos combustíveis, com ganhos significativos não só para o proprietário dos veículos, mas para toda a cadeia produtiva. Estas novas tecnologias vão trazer novas necessidades de prestação de serviços, com novas empresas surgindo e ganhando rapidamente mercado.

Um sério problema que é o aumento da poluição pode ser um grande e incisivo motivo para que a sociedade busque novas formas de interação com os equipamentos urbanos e seus usos.”

A poluição pode também trazer a necessidade de novas tecnologias e inovações nas moradias, nas formas de locomoção e de relacionamento com a cidade. Novos serviços de casa, no trabalho (mesmo novas modalidades de construções), nas horas de lazer, são no mínimo grandes potenciais de negócios.

A área de saúde, com o aumento da idade média de vida das pessoas também trás uma série infinita de oportunidades para empreendedores. Alimentação saudável, academias e clubes, hospitais e outras instituições de saúde, empresas de cuidadores, etc. É infinito o número de novos negócios que estão surgindo e ainda vão surgir.

Há uma demanda para a melhoria da qualidade de vida das pessoas, que passa seguramente nas melhorias da qualidade do ar das cidades. Muitos veículos, maior trânsito podem e com certeza causam danos à vida. Por outro lado, ciclovias, transportes coletivos e novos arranjos urbanísticos podem favorecer a melhoria na qualidade de vida, nas cidades brasileiras.

Um sério problema que é o aumento da poluição pode ser um grande e incisivo motivo para que a sociedade busque novas formas de interação com os equipamentos urbanos e seus usos.

Há uma necessidade muito forte, como já ocorre em alguns países, que a sociedade pressione por mudanças, cobre por novas atitudes e ferramentas que possam reduzir estes problemas que vem levando à morte cada vez um número maior de pessoas no mundo.

Podemos visualizar problemas e desgraças ou vislumbrar oportunidades e ganhos. Vai depender de como olharmos os problemas urbanos e buscarmos soluções, ou ficaremos cada vez mais dependentes e sem grandes perspectivas.

Agir pode ser a única solução.