Passaporte verde pretende tornar o turismo sustentável parte do dia a dia dos brasileiros

425 Visualizações
Divulgação Passaporte Verde.

Com a preocupação com o futuro do planeta, o turismo sustentável, aquele que protege o ambiente e os recursos naturais, garantindo o crescimento econômico da atividade, vem se tornando cada vez mais comum.

Além de períodos prolongados, como férias escolares ou de trabalho, a atividade pode estar presente nos fins de semana de quem pretende relaxar. Isso porque, essas escolhas mais sustentáveis ao planejar e vivenciar momentos de lazer, como o turismo, favorece a adoção de novos hábitos em nossa vida diária.

Pensando nisso, o Passaporte Verde, uma iniciativa do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA), em parceria com os ministérios do Meio Ambiente, Esportes, Turismo e Desenvolvimento Social, criou uma campanha intitulada “Eu cuido do meu destino”, que tem o objetivo de dar dicas de passeios e práticas mais responsáveis.

As sugestões são disponibilizadas em ambientes on-line, onde os usuários encontram alternativas de viagens responsáveis, compartilham suas experiências e acessam os Roteiros Passaporte Verde.

No portal existem mais de setenta opções de passeios que estimulam as pessoas a incluir a sustentabilidade em momentos de lazer. Além disso, traz opções de roteiro de viagem, dicas de planejamento e de como fazer as malas, orientações de como se comportar em áreas naturais e nas praias, quais as melhores alternativas de deslocamento, como escolher as refeições, entre outras. Confira algumas dicas:

– Leve uma sacola retornável dobrável:– ela vai ser útil para fazer compras e levar coisas à praia.

– Desligue tudo da tomada: cafeteiras, computadores, celulares, secadores de cabelo e outros equipamentos eletrônicos ligados na tomada, mesmo em estado de “”stand by”” continuam consumindo energia.

– Leve com você uma garrafa reutilizável,– evite comprar garrafinhas de água, gerando mais resíduos.

– Algumas cidades no Brasil já têm sistema de aluguel de bicicleta. Também aproveite o transporte coletivo para vivenciar mais a cidade.

– Faça um prato de acordo com a sua fome e evite o desperdício de alimentos.

Divulgação / Administração da Ilha Baía do Sancho, em Fernando de Noronha.