Oktoberfest se esforça para ser uma festa ecologicamente correta

288 Visualizações
Reprodução Festa tradicional se esforça para alegrar o público sem destruir o meio ambiente.

Sinônimo de festa para pessoas de todo o mundo e sem sombra de dúvidas o grande momento do ano para os amantes da cerveja, a Oktoberfest, que acontece anualmente em Munique, na Alemanha, é um dos eventos mais tradicionais do país e que recebe cada vez mais turistas de todo o mundo. Além da fama, os números da festa também são superlativos: 170 expositores, muitos aparelhos de som, seis milhões de visitantes em cada edição, oito milhões de litros de cerveja consumidos e por aí vai. Tudo muito legal, divertido, mas e a quantidade de lixo que é gerada nos dias do evento?

O que pouca gente sabe é que a Oktoberfest é considerada um “evento verde” desde 1997, justamente pelo esforço dos organizadores e conscientização do público em relação ao meio ambiente, mas não somente no descarte correto da quantidade enorme de lixo que é produzido no local. Em outras áreas, como de alimentação, também é possível observar a preocupação do evento com a questão ecológica. Em uma das pousadas da região, chamada de Schichtl Hermannsdorfer, apenas carne orgânica é servida aos hóspedes.

Já dentro do evento, a cerveja é consumida em canecas de vidro (geralmente de 1 litro), dispensando assim o uso de latas. Estas canecas são lavadas diariamente e todo o excesso de água é enviado para os tanques que abastecerão os sanitários do evento. Outro detalhe que vale a pena ser mencionado é que os milhões de litros de cerveja são produzidos com base na “lei de pureza da cerveja alemã” (ou direito alemão), que impede o uso de cevada geneticamente modificada, contribuindo para preservação natural da cevada e do terreno.

Desperdício reduzido em 90%

A mudança na Oktoberfest ocorreu em 1991, após proibição do conselho municipal de Munique sobre o uso de talheres descartáveis, o que diretamente reduziu em 90% o lixo produzido nos dias do evento. “Poderíamos melhorar em termos da separação de papel e outros resíduos. Porém, neste aspecto em particular, estamos satisfeitos”, afirmou o gerente da empresa responsável pela gestão de resíduos do evento, Evi Thiermann, para o site Deutsche Welle (DW).

Outro ponto interessante é que todas as empresas que tenham interesse em divulgar seus produtos/serviços no evento, devem seguir as condições ecológicas da Oktoberfest.

Energia Verde

“Queremos respeitar o meio ambiente. Isso parece importante em um evento tão grande, que, naturalmente, precisa de uma grande quantidade de eletricidade e produz grandes quantidades de emissões e resíduos”, afirmou o diretor do Departamento de Eventos de Munique, Hans Spindler. Segundo dados do evento, 60% dos estandes da última edição já contaram com a chamada “energia verde” durante o evento, sendo esta gerada em usinas hidrelétricas de Munique.

Grandes consumidores de energia, como a montanha-russa, roda-gigante, torre de queda livre, e outros brinquedos de grande porte, também utilizam esta energia, assim como ruas e áreas públicas em torno do evento. Além disso, a emissão de gases poluentes provocada pela Oktoberfest é mínima, afinal bicicletas e riquixás estão sempre disponíveis para os participantes, trabalhos e organização em geral.