Arte e ecologia: Conheça o Moss Graffiti e se surpreenda

1.446 Visualizações
Moss Graffiti
Foto: aloterra

O grafite surgiu no Império Romano e trata-se da utilização de pinturas em locais onde não foram originalmente imaginados para receber gravuras. Começou como um modo de críticas aos sistemas de governo e passou, com o tempo, a ser encarada como arte e se distanciando das “pichações” caracterizadas apenas por escritas de ódio ou sem fundamentações, em sua maioria.

O grafite consegue aproveitar paredes e espaços abandonados nos centros urbanos para dar espaço a arte ao céu aberto. Cidades em todo o mundo possuem grafites de profissionais consagrados que embelezam o desgastante aspecto urbano.

Durante os últimos anos os artistas estão utilizando uma técnica que coloca o grafite como um aliado do que é considerado ecologicamente correto. O Moss Graffiti (Grafite de Musgo, em português) faz com que a arte cresça, literalmente.

Se o grafite procura confrontar e transformar um espaço que pode virar uma tela de pintura, então talvez não exista um método melhor do que fazer isso utilizando organismos vivos para mudar a paisagem para algo mais verde.

O Moss Graffiti deixa de lado os perigosos aerossóis, utilizados normalmente nas tintas spray do grafite, e em seu lugar é utilizado um adesivo orgânico ou uma tinta natural que pode ser feita com iogurte, açúcar e até cerveja!

Ao substituir as substâncias nocivas encontradas em tintas (tal como metanol, que pode danificar o sistema nervoso quando consumidos em grandes quantidades) por matéria vegetal, o artista pode criar obras sem prejudicar a si mesmo e ao meio ambiente. Após um tempo da aplicação o musgo cresce, adicionando uma nova dimensão para a obra, bem como o alargamento do conceito de jardinagem de guerrilha.

Moss Graffiti
Foto: aloterra

Vamos fazer?

Materiais

• 1 ou 2 pedaços (um pequeno punhado) de musgo;

• 2 xícaras de leitelho (leite fermentado, buttermilk) ou iogurte que não seja aromatizado;

• 2 xícaras de água ou cerveja;

• 1/2 colher de chá de açúcar;

• Xarope de milho (opcional).

 

Modo de fazer

Lave o musgo para obter o máximo de solo de raízes possível. Depois quebre o musgo em pedaços e coloque no liquidificador. Adicione o leitelho ou o iogurte, a água ou a cerveja e depois o açúcar.

Misture até ficar completamente homogêneo, parecido com uma textura de tinta. Se a mistura estiver em uma consistência que você sente que vai escorrer, adicione o xarope de milho até que a consistência desejada seja atingida. Pronto! Faça seu desenho em alguma parede e volte semanalmente para borrifar um pouco de água para estimular o crescimento do musgo.

Moss Graffiti
Foto: aloterra