Empresa de minério recebe selo de sustentabilidade por atividades ecológicas

518 views
Samarco Tartarugas verde.

Durante todo ano, na região de Anchieta, no Estado do Espírito Santo, são registradas a ocorrência de presença das tartarugas verde (Cheloniamydas) e tartaruga de pente (Eretmochelysimbricata), procurando locais para alimentação e repouso. No entanto, no período, entre setembro a março, ocorre a predominância do ciclo de reprodução da espécie tartaruga cabeçuda, Carettacaretta, sendo a época mais sensível da região.

De acordo com dados de monitoramento na região realizados pela Fundação Pró-TAMAR/ICMBio, as praias do local apresentam uma faixa de densidade de registros de desovas entre 90 a 100 ocorrências/ano. As áreas de desovas e nascimentos das tartarugas compreendem da praia Castelhanos até as praias do Além e de Mãe-Bá, últimas adjacentes ao Porto e Pátio de operações da empresa Samarco Mineração. Esta é só uma das preocupações que a companhia de minério tem com o meio ambiente.

Devido às iniciativas, a empresa recebeu o selo de sustentabilidade do Programa Benchmarking Brasil 2014, criado pelo Instituto Mais.

Somente em melhorias na gestão ambiental, em 2013, a Samarco investiu mais de R$ 183 milhões em ações com foco na redução de impactos, na eficiência energética e na conservação da biodiversidade. Estudos e projetos internos destinados ao gerenciamento e à disposição de subprodutos dos processos da mineração da corporação receberam investimentos R$ 5,3 milhões no último ano.

Samarco Tartarugas verde.

Outra iniciativa da Samarco que marcou 2013 foi a conclusão das ações previstas no Termo de Compromisso Ambiental (TCA), firmado em 2009, voluntariamente, pela Samarco com o Ministério Público do Espírito Santo. No TCA, foram investidos cerca de R$ 250 milhões em sete ações que aprimoraram o controle e reduziram a emissão de material particulado na unidade de Ubu, no município de Anchieta (ES). Entre elas, a implantação das Wind Fences (barreiras de vento), que permitiram 76% de redução nas emissões de particulados dos pátios de estocagem.

Para 2014, os recursos aplicados à atual carteira de projetos de ecoeficiência da Samarco serão ampliados e devem atingir aproximadamente R$ 22 milhões.

Empresa: Samarco Mineração

Case: “Ecoeficiência na Gestão Ambiental”

Responsável: Sandrelly Amigo Lopes

Este case foi certificado pelo Programa Benchmarking Brasil, edição 2014.