Bahia recebe solução para reciclar água e reduzir impactos ambientais

547 Visualizações
Pólo Industrial de Camaçari.
Pólo Industrial de Camaçari. Foto: Divulgação

A falta de água suficiente para consumo e para suprir as necessidades de produção industrial sempre foi uma questão presente nos estados do nordeste brasileiro. Com o objetivo de reaproveitar esse recurso natural proveniente das chuvas e dos dejetos das fábricas, uma iniciativa conjunta entre empresas privadas tornou possível reciclar a água usada, principalmente pelo Polo Industrial de Camaçari, região que abriga a maioria das indústrias do estado da Bahia.

O “Projeto Água Viva: Reciclo de Águas Industriais e Pluviais no Complexo Básico de Camaçari (PIC)”, foi criado pela Braskem, empresa de produtos químicos derivados do petróleo, em parceria com outras instituições e consiste no tratamento dos efluentes industriais do Polo, purificando essa demanda e evitando a extração do recurso hídrico em uma região acometida pela falta de água.

Coordenado por Sérgio Hortélio, especialista em Segurança, Saúde e Meio Ambiente da empresa, o projeto teve investimento de 22 milhões para tratar efluentes (dejetos despejados na água) do PIC, além de águas pluviais. Esta demanda de água reciclada também foi usada para resfriar máquinas e equipamentos das diversas indústrias.

A unidade de reciclagem da água tem a capacidade para tratar o equivalente ao consumo de uma cidade com cerca de 150 mil habitantes e opera com vazão de 4,38 bilhões de litros ao ano. A iniciativa recebeu destaque entre projetos de sustentabilidade e ficou entre os cinco primeiros do Banco Digital de Boas Práticas Socioambientais do Benchmarking Brasil em 2013.

Empresa: Braskem

Case: “Projeto Água Viva: Reciclo de Águas Industriais e Pluviais no Complexo Básico de Camaçari”

Responsável: Sérgio de Rezende Hortélio