Qual a importância da reciclagem para a sociedade?

24.121 Visualizações

De acordo com dados de um estudo realizado pela Associação Empresarial para Reciclagem (CEMPRE), o Brasil produz mais de 240 mil toneladas de lixo por dia, dos quais 45% é reciclável. No entanto, o país recicla apenas 2% do lixo urbano.

Coleta Seletiva
Foto: Ministério da Saúde

A maneira encontrada para conter esse crime ambiental envolve a transformação de materiais usados em novos produtos para consumo, a reciclagem. O termo instituído em 1970 possui um reconhecimento mundial e vem chamando a atenção da sociedade e do governo.

Apesar disso, ainda há uma falta de conhecimento relacionado aos seus benefícios, o que leva muitas pessoas a se perguntarem qual é a real importância da reciclagem para a sociedade. Aliás, você sabe qual é?

Reciclagem: oportunidade de vida limpa

Cooperativa de catadores
Foto: rogarrido

Com a fabricação de produtos reciclados, há a preservação da natureza, redução da poluição e contaminação do solo, além da economia de energia. Desta forma, o processo acaba contribuindo com a riqueza econômica das regiões, já que há um aumento de renda e diminuição da taxa de desemprego – com o crescimento da indústria recicladora, que investe em tecnologias e capacitação de profissionais para coleta de materiais e produção de novos produtos.

A importância da reciclagem também está atrelada ao desenvolvimento sustentável, que engloba, não só o meio ambiente, mas também aspectos sociais e econômicos. Isso porque quando descartamos os produtos de forma adequada, agregamos valor ao processo e ao material, já que melhoramos os índices de reaproveitamento, barateamos o custo de produção e estimulamos o crescimento da reciclagem.

Por isso, é cada vez mais comum encontrarmos projetos e iniciativas de apoio ao reaproveitamento de materiais nas grandes cidades. Escolas, empresas e ONGs realizam ações para conscientizar as pessoas a terem uma atitude mais sustentável e aderirem ao processo, com a coleta seletiva e reciclagem artesanal.

Existem formas simples e caseiras para reaproveitar alguns materiais. Garrafas de plástico e de vidro podem se tornar cortinas e vasos, respectivamente. Já para aquelas pessoas que possuem hortas e jardins, elas podem utilizar boa parte do lixo orgânico para adubar a terra.

Cortina de Pet
Foto: Foto: viaes

Desta forma, a sociedade cria atitudes sustentáveis que contribuem para uma vida mais saudável no futuro, longe de degradações e ambientes sem nenhuma qualidade de vida.

Confira os produtos que podem ser reciclados:

Papel: cadernos, papéis de escritório em geral, jornais, revistas, papéis de embrulho em geral, papel de seda, papéis higiênicos, papel toalha, guardanapos, lenços de papel – desde que não estejam sujos –, cartões e cartolinas, papel heliográfico, papel filtrante, papel de desenho.

Plástico: todos os tipos de embalagens de xampus, detergentes, copos, garrafas, potes, acrílicos e outros produtos domésticos; tampas plásticas, sacolas e sacos plásticos; embalagens de plástico de ovos, frutas e legumes; utensílios plásticos usados como canetas esferográficas, escovas de dentes, baldes, artigos de cozinha.

Vidro: todos os vidros de garrafas de bebida; frascos em geral; potes de produtos alimentícios; copos.

Metal: tampinhas de garrafas; latas – exceto de tinta e de verniz; enlatados; panelas sem cabo; ferragens; arames; chapas; canos; pregos; e cobre.