Conheça o processo de reciclagem do alumínio

2.325 views
© Depositphotos.com / Paschertz Reciclado, o alumínio pode ser reaproveitado diversas vezes, sem perder a qualidade.

Assim como ocorre com outros materiais, o alumínio também pode ser reciclado através de um processo complexo, mas que traz inúmeros benefícios para toda a sociedade. Entre as vantagens, o alumínio reciclado consome até 95% menos de energia durante sua produção e pode ser reaproveitado diversas vezes, tudo isso sem perder em qualidade. Este processo também evita que mais recursos naturais sejam extraídos da natureza, como a bauxita.

Reciclagem do alumínio: etapas

Normalmente, o processo de reciclagem do alumínio leva de 40 a 45 dias, englobando desde a coleta, a reciclagem em si e o retorno do material como um novo produto. No primeiro momento, a coleta é feita por ONGs, cooperativas e catadores que recolhem, principalmente, latas de cerveja e refrigerante. Vale a pena ressaltar que este trabalho é fonte principal de renda de mais de 180.000 famílias brasileiras.

Depois da coleta do alumínio é feita a retirada de impurezas como canudos plásticos e areia. Na sequência, todos os materiais de alumínio são prensados e separados em fardos, para serem transportados até os centros de fundição. Nestes locais ocorrem novas triagens para uma verificação mais criteriosa, inclusive de radiação. Após este processo, os fardos são prensados e sofrem tratamentos químicos para retirada de tinta e verniz, substancias comuns em latas. O próximo passo é a transformação do alumínio sólido em líquido através de passagem no forno e depois pelo processo de fundição.

Por fim, após ser derretido, o alumínio será verificado novamente e passará a ter o formato de lingotes, que por sua vez, serão laminados em chapas bem finas e, futuramente, comercializados para indústrias de alumínio.