iFood vai dar prêmio de 6 milhões de dólares a quem criar embalagem sustentável

115 views

A plataforma de entregas iFood promoverá um concurso de inovação em parceria com a foodtech Xprize, que premiará com US$6 milhões (o que equivale a cerca de R$29 milhões) a quem desenvolver uma embalagem circular de alimentos para reduzir o impacto ambiental do delivery.

O objetivo é incentivar a pesquisa e desenvolvimento de embalagens mais sustentáveis, biodegradáveis, flexíveis, de base biológica e seguras para consumo humano.

No total, serão US$10 milhões em prêmios para as equipes ganhadoras: enquanto o primeiro lugar levará US$6 milhões, a segunda colocada levará US$2 milhões e a terceira ficará com US$1 milhão. O US$1 milhão restante será destinado aos participantes que atingirem determinadas metas durante a competição.

“Só a inovação possibilita a criação de soluções para diminuir o impacto das empresas no meio ambiente e combater as mudanças climáticas. Nos unimos com a XPRIZE porque é um player importante nesse cenário. Além disso, temos o desejo de acompanhar de perto o desenvolvimento de soluções sustentáveis que possam ser replicadas em larga escala para todo o mundo”, afirma João Barreto, diretor de planejamento e sustentabilidade do iFood.

A iniciativa faz parte do iFood Regenera, plano de impacto ambiental positivo da empresa, que pretende erradicar a poluição plástica de suas operações de entrega e tornar-se neutra em emissão de carbono até 2025.

Algumas das iniciativas futuras contempladas no plano envolvem o investimento em veículos elétricos e em cooperativas de reciclagem.

O iFood também busca empresas parceiras para que, juntos, invistam US$20 milhões para viabilizar a concorrência e a busca por projetos inovadores de embalagens sustentáveis.

Vale mencionar que a empresa de delivery também desenvolve projetos nas áreas de inclusão alimentar e educação.

Delivery gerou mais resíduo na pandemia

Uma pesquisa recente da Organização Mundial da Saúde (OMS) revelou que a pandemia de COVID-19 fez com que aumentasse o consumo de delivery, o descarte de embalagens plásticas e desperdício de alimentos.

O iFood tenta reverter esse cenário por meio de seu programa iFood Regenera e iniciativas como o concurso de embalagens sustentáveis.

“A pandemia nos apresentou novas responsabilidades. Precisávamos usar ainda mais nossas ferramentas, nosso potencial de inovação, e promover soluções transformadoras que revertam os impactos socioambientais típicos de uma operação de delivery”, explicou Gustavo Vitti, vice-presidente de Pessoas e Soluções Sustentáveis no iFood.

As ações do iFood vão de encontro às necessidades do meio ambiente. A ONU aprovou recentemente na assembleia UNEA-5.2 o mais significativo pacto ambiental desde o Acordo de Paris, visando combater a poluição plástica.

Além disso, em 2022, cientistas encontraram pela primeira vez a presença de partículas de microplástico no sangue humano, indicando o alto índice de contaminação do planeta e a urgência de se colocar em prática soluções para esse problema.

***

Tem interesse em saber mais sobre meio ambiente e sustentabilidade? Conheça também o podcast do Pensamento Verde e ouça bate-papos com profissionais especialistas no tema.

Fontes: Tecnoblog | Yahoo Finanças | I Food News