Aquele cafezinho que a gente ama num copo comestível

231 views

Alô, cafeterias, este artigo contém uma boa ideia!

Brasileiros amam chá, chocolate quente e, claro, principalmente café, mas a gente sabe que essa paixão nacional manda milhões de xícaras, copos e canecas direto para aterros sanitários todos os dias. E não só por aqui; na verdade, essa situação é rotina em todos os lugares do mundo e foi exatamente o que inspirou as amigas australianas Catherine Hutchins e Aniyo Rahebi, que trabalharam na indústria de processamento e embalagem de alimentos, a encontrarem uma maneira de garantir que esse amor não tivesse um impacto desastroso em nosso planeta.

Foto: Impact Boom

No ano passado, a dupla criou o Good-Edi Cup, um método de descarte, digamos, definitivo (e, ao que parece, delicioso) comestível – sim, comestível. É um biscoito em forma de caneca, 100% vegano e com capacidade para manter líquidos quentes sem vazar por até oito horas. Quer mais? A crocância permanece por 40 minutos.

Produzida localmente em Melbourne, a caneca é feita com aveia, grãos, farinha, água, farelo, farelo de trigo, açúcar, óleo vegetal, sal e tem um sabor parecido com um waffle, só um pouco menos doce. Ou seja, saudável para o meio ambiente e saborosa para os coffee lovers de carteirinha.

Foto: Impact Boom

A produção da Good-Edi Cup começou em junho passado e, desde então, a empresa já distribuiu cerca de 10.000 xícaras para empresas e eventos.

Considerando que, no Brasil, existem cerca de 3,5 mil cafeterias (isso sem contar, bares, lanchonetes e padarias), a ideia das amigas australianas pode representar um novo segmento de mercado com muito potencial e, melhor ainda, pronto para ser explorado por aqui. Consumidores e adeptos não vão faltar! Alô, empreendedor, corre aqui!

Fontes: SmartCompany Plus | Impact Boom