Educação ambiental nas escolas

95 views

É de pequenino que se torce o pepino.

Estima-se que até 2030, a população mundial demande o dobro de recursos que o planeta pode fornecer. Isso quer dizer que para atender às nossas necessidades será preciso um bocado de soluções criativas e inovadoras.

Mas conscientização sobre as questões que afetam o meio ambiente, do qual todos dependemos, e as ações que podemos tomar para melhorá-lo e sustentá-lo passa, antes de tudo, pela educação. Já dizia Ayrton Senna, “se a gente quiser modificar alguma coisa, é pelas crianças que se deve começar, através da sua educação.” Por isso, para além da matemática, ciências e língua portuguesa, também é importante preparar os alunos para serem cidadãos ambientalmente conscientes desde cedo.

A educação ambiental só traz benefícios para jovens, educadores, escolas e comunidades, quer levemos a natureza para a sala de aula ou encontremos momentos ​​de aprendizado em uma caminhada pela natureza com nossas famílias. É envolvendo os alunos em questões do mundo real que transcendem as paredes da sala de aula e ensinando sobre os ambientes naturais e construídos que eles vão adquirir a motivação, o conhecimento e as habilidades necessárias para os desafios complexos de um mundo que precisa de novas soluções para continuar existindo.

Criatividade a mil: imaginação e entusiasmo são intensificados

Educação ambiental é um aprendizado prático e interativo que desperta a imaginação e libera a criatividade. Quando integrada ao currículo, os alunos ficam mais entusiasmados e engajados na aprendizagem, o que aumenta o desempenho dos alunos nas principais áreas acadêmicas.

Aprendizagem além da sala de aula

Educação ambiental não só oferece oportunidades de aprendizagem experiencial fora da sala de aula, mas também permite que os alunos façam conexões e apliquem o que aprenderam no mundo real e ainda os ajuda a interconectar questões sociais, ecológicas, econômicas, culturais e políticas.

Aprimoramento das habilidades de pensamento crítico, criativo e tolerante

Incentivar os alunos a pesquisar, investigar como e por que as coisas acontecem e tomar suas próprias decisões sobre questões ambientais complexas são algumas habilidades de pensamento crítico e criativo fundamental em um mundo que se transforma na velocidade da luz. A educação ambiental ajuda a promover uma nova geração de consumidores e trabalhadores informados, bem como formuladores de políticas ou tomadores de decisão. Além disso, como toda pesquisa, é preciso investigar todos os lados das questões para entender o quadro completo. Não é à toa que a educação promove a tolerância de diferentes pontos de vista e diferentes culturas.

Tudo junto e misturado

Ao incorporar práticas da educação ambiental no currículo, os professores podem integrar ciências, matemática, artes da linguagem, história e muito mais em uma rica aula ou atividade, e ainda satisfazer diversos padrões acadêmicos em todas as áreas de estudo. Fazer aulas ao ar livre ou trazer a natureza para dentro oferece um excelente pano de fundo ou contexto para o aprendizado interdisciplinar.

Aprender enquanto se diverte e se divertir enquanto aprende

Ao expor os alunos à natureza e permitir que aprendam e brinquem ao ar livre, a educação promove a sensibilidade, a apreciação e o respeito pelo meio ambiente. Até a nutrição fica mais divertida e, conhecendo mais sobre a natureza e os alimentos in natura fica muito mais fácil manter-se ativo e adotar hábitos saudáveis de vida e de alimentação.

Espírito de coletividade

Quando os alunos aprendem mais e agem para melhorar o meio ambiente, eles procuram especialistas, doadores, voluntários e instituições locais para ajudar a reunir a comunidade para compreender e resolver as questões ambientais que envolvem e afetam sua vizinhança.

É ao entenderem que suas decisões e ações afetam o meio ambiente e o espaço em que estão, que os estudantes vão construindo as bases para lidar com questões ambientais complexas para um futuro sustentável. E é assim, de aula em aula, que a cidadania vai sendo lapidada por crianças e jovens cada vez mais encorajados a compartilharem suas vozes e ideais para fazer a diferença em suas escolas, comunidades e no planeta todo.

Fontes: Project Learning Tree | EcoDebate | Portal Mec | Unesco