Quais são os animais em extinção no cerrado?

35.892 Visualizações

Ocupando cerca de 20% do território nacional, o Cerrado é o segundo maior bioma brasileiro, e chama a atenção pela riqueza de sua fauna, flora e pelo seu poder hídrico – nas chapadas estão as nascentes dos os principais rios da bacia Amazônica e dos rios da Prata e São Francisco.

O Cerrado está concentrado principalmente na região Centro Oeste e faz fronteira com outros biomas importantes, como Amazônia, Caatinga, Pantanal e Mata Atlântica.

Economia x Extinção

Com a descoberta do potencial do Cerrado na década de 1970, a região tornou-se a principal área de produção de grãos no país. A ambição econômica transformou as grandes áreas do bioma em plantações de soja, arroz ou de pastos para criação de gado.

No entanto, a introdução de novas espécies, o uso de agroquímicos e a emissão de gases de efeito estufa, provocaram a intensa modificação no ecossistema e no espaço geográfico da região. Isso porque o Cerrado funciona como uma máquina e até mesmo pequenas explorações no local podem resultar em grandes problemas ecológicos.

cerrado
Foto: cienciahoje

Estudos realizados pelo Programa Cerrado, da CI-Brasil, indicaram que o bioma corre o risco de desaparecer até 2030, já que o desmatamento chega a 1,5%%, ou seja, três milhões de hectares/ano. Isso equivale a 2,6 campos de futebol/minuto.

Com a ameaça que o bioma sofre, os animais em extinção no Cerrado correm um risco maior. Acontece que algumas das espécies da fauna e da flora são encontradas somente na região e não podem ser vistas em outros biomas. São as chamadas espécies endêmicas, como é o caso, por exemplo, dos animais: Quenquém (Acromyrmex diasi) e Aranha-de-teia-de-solo (Anapistula guyri).

Estima-se que o bioma concentre cerca de 10.000 espécies vegetais e mais de 1300 espécies de animais vertebrados – especialistas afirmam que não é possível dizer exatamente quantas espécies vivem na região, já que nem todas estão catalogadas.

De acordo com o levantamento do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade, são mais de 130 espécies ameaçadas de extinção no Cerrado, entre anfíbios, aves, invertebrados aquáticos, invertebrados terrestres, mamíferos, peixes e répteis.

Confira alguns exemplos de animais em extinção no Cerrado:

• Cachorro-do-mato-vinagre (Speothos Venaticus)

Cachorro-do-mato-vinagre (Speothos Venaticus)
Cachorro-do-mato-vinagre (Speothos Venaticus). Foto: criadourooncapintada

• Gato-Maracajá (Leopardus Wiedii)

Gato-Maracajá (Leopardus Wiedii)
Gato-Maracajá (Leopardus Wiedii) Foto: ana_cotta

• Jaguatirica (Leopardus Pardalis)

Jaguatirica (Leopardus Pardalis)
Jaguatirica (Leopardus Pardalis)Foto: matteotarenghi

• Tamanduá-Bandeira (Myrmecophaga tridactyla)

Tamanduá-Bandeira (Myrmecophaga tridactyla)
Tamanduá-Bandeira (Myrmecophaga tridactyla). Foto: ferjflores

• Lobo-Guará (Chrysocyon brachyurus)

 

Lobo-Guará
Lobo-Guará. Foto: anda.jor

• Besouro (Coarazuphium pains)

Besouro (Coarazuphium pains)
Besouro (Coarazuphium pains). Foto: 21098852@N02