Inscrições para o 4º Prêmio Fecomercio de Sustentabilidade estão abertas. Participe!

388 Visualizações
José Goldemberg Fecomercio
Lançamento do 4° Prêmio Fecomercio de Sustentabilidade. Foto: Divulgação

Com inscrições abertas até 20 de janeiro de 2014, o 4º Prêmio Fecomercio de Sustentabilidade, promovido pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), em parceira com a Fundação Dom Cabral (FDC), instituição de educação executiva, reconhecerá projetos atuantes no benefício do meio ambiente e conservação dos recursos naturais.

A celebração, que permitirá a participação de iniciativas de todo o País, irá distribuir os concorrentes nas seguintes categorias (três delas com subdivisões): Empresa (Microempresa, Pequena/Média Empresa, Grande Empresa, Indústria e Entidade Empresarial); Órgão Público; Academia (Professor e Estudante); e Reportagem Jornalística (Rádio/TV, Impresso e On-line). Os empreendimentos passarão por exames nos critérios de inovação, amplitude, relevância para o negócio, importância para outras partes interessadas e nível de atendimento a um ou mais itens da lista de 16 Princípios do Varejo Responsável, idealização da FDC.

As avaliações serão feitas pelos jurados: José Goldemberg, presidente do Conselho de Sustentabilidade da FecomercioSP; Emerson Kapaz, ex-deputado federal; Fátima Cristina Cardoso, sênior program manager da Fundação Solidaridad no Brasil; e Mário Sérgio Fernandes Vasconcelos, diretor de Relações Institucionais da Federação Brasileira de Bancos.

Prêmio Fecomercio
Vencedores da edição anterior. Foto: Divulgação

“Temos boas ideias, mas faltam empresas com coragem para investir em novos projetos”, afirma José Goldemberg. E o professor da Fundação Dom Cabral, Cláudio Boechat, indica que “o varejo é a ponte entre a indústria e o consumidor”, ou seja, o setor deve exercer as funções de educador e promotor de práticas sustentáveis.

O Prêmio Fecomercio de Sustentabilidade, que terá edições anuais a partir de agora, pretende dar visibilidade aos projetos da vertente ecológica, atraindo investidores para financiar desenvolvimentos deste tipo, além de conceder um título de capitalização ou previdência no valor de R$ 15 mil aos vencedores de cada setor.