A importância do aquífero Alter do Chão para o mundo

8.242 Visualizações
Aquífero Alter do Chão 2
Aquífero Alter do Chão. Foto: fotosefotos

O maior reservatório de água do planeta está aqui no Brasil. Com um volume 86 mil km³, o aquífero Alter do Chão, localizado entre os estados do Amazonas, Pará e Amapá, tem capacidade para abastecer toda a população mundial por cem vezes.

Cientistas sabiam do potencial do aquífero Alter do Chão, só não tinham a dimensão do tamanho. Somente em 2010 que pesquisadores da Universidade Federal do Pará (UFPA) descobriram a importância desse grande tesouro da humanidade. Perdendo apenas para as geleiras, a Amazônia tem um quinto de toda a água doce existente no mundo. A parte visível, rios e lagos, representam apenas uma pequena parcela de toda água potável que há na região.

Os aquíferos ficam localizados embaixo da terra formando grandes lagos de água potável. Até 2010, o aquífero Guarani, localizado entre Brasil, Paraguai, Argentina e Uruguai, era considerado o maior, com um volume d’água de 46 mil km³. Comparando ambos, o nível de acessibilidade do Alter do Chão é maior, porque está localizado em rochas sedimentares formadas por arenito e argilito – o primeiro material age como um filtro natural e facilita o bombeamento por meio dos poros; o segundo funciona como um protetor natural impedindo a contaminação da água. Já o Guarani está sob uma camada rochosa, dificultando sua exploração e renovação natural do reservatório.

Essa diferença entre ambos também se reflete na economia. Utilizar a água do aquífero Alter do Chão é mais barato, já que a água não precisa de estação de tratamento. Além disso, estima-se que este gigante manancial subterrâneo tenha uma área de 437,5 mil quilômetros quadrados, com espessura média de 545 metros.