Geleira asiática contraria regra e se expande apesar do aquecimento global

320 Visualizações

Responsáveis pelo derretimento da maioria das geleiras espalhadas pelo mundo, o aquecimento global e o efeito estufa também são os principais agentes causadores das mudanças climáticas do planeta. Porém, ainda existem lugares que passam ilesos por toda essa transformação do meio ambiente causada por influência antropológica. É o caso da região montanhosa de Karakoram, parte da Cordilheira do Himalaia, na Ásia – lugar onde fica o K2, segundo maior pico da Terra. Lá, ao invés das geleiras derreterem, elas se expandem.

Após algum tempo de mistério, a explicação para o fenômeno foi publicada no Jornal Nature Geoscience no início do mês de outubro. Embora a precipitação esteja aumentando em todo o Himalaia, a maior parte dessa umidade cai no verão – exceto em Karakoram, onde a neve continua a cair na estação mais quente do ano.

Localizada ao longo da fronteira de Índia, Paquistão e China, o Karakoram é a única parte do Himalaia, que, por conta das mudanças climáticas, não está perdendo suas geleiras. Inclusive, o seu volume de queda de neve está em constante crescimento.

Divulgação Geleira asiática.

O que acontece é que à medida que o mundo aquece, as chuvas e precipitações no Himalaia aumentam. Por conta das características geográficas do Karakoram, esta região fica com a maior parte da umidade extra causada pela mudança climática no inverno, quando os ventos do oeste trazem neve para as montanhas.

Já as regiões do Himalaia central e sudeste ficam com a maioria de sua umidade de monções no verão. Como o verão é mais quente, a precipitação não vem como neve, mas como chuva, o que não é interessante para a manutenção das geleiras.

“A quantidade total de água que está caindo do céu está aumentando durante os meses de verão”, disse a pesquisadora Sarah Kapnick, pós-doutorada em ciências atmosféricas e oceânicas na Universidade de Princeton. “Mas desde que as temperaturas estão subindo acima de zero grau, elas não aumentam a queda de neve, elas a diminuem nessas duas regiões”, completou.

Em Karakoram, a queda de neve está diminuindo no verão, mas aumentando no inverno. Essa neve alimenta as geleiras da região, impedindo-as de encolher.