Desperdício de água no Brasil

800 Visualizações
Torneira pingando
Foto: strike

Durante todo o processo de captação de água das fontes de abastecimento até a distribuição à população, há perda de grande quantidade de água tratada, gerando um grande desperdício no Brasil. De cada 10 municípios brasileiros, seis registraram perdas de volume de água entre 20% a 50%, segundo dados do IBGE de 2011. Cerca de 40% do faturamento das concessionárias é descartado devido a este problema que está relacionado a erros estruturais no sistema e vazamentos por rompimento de canos – instalações antigas e falta de manutenção.

De acordo com informações do Instituto Trata Brasil, uma redução de apenas 10% das perdas no Brasil representaria uma receita de R$ 1,3 bilhão, o que equivale a quase metade do investimento feito em abastecimento de água em 2010.

O estudo também aponta que um terço das cem maiores cidades do país necessita de um novo manancial para atender a sua população, como a região metropolitana da cidade de São Paulo, que possui 50 mil quilômetros de tubulações enterradas, que são comprometidas por sua extensão e idade.

Nesta região foram investidos, no ano passado, cerca de R$ 250 milhões para tentar diminuir as perdas através de reformas nas instalações e busca por vazamentos, o que já culminou na queda do índice de desperdício de água de 32% para 26%.

Represa Guarapiranga (SP)
Represa Guarapiranga (SP) – Foto: semilla_luz

A região norte do país apresenta perdas no faturamento que chegam a 50% do que é investido, fato que é preocupante, pois nossos maiores rios brasileiros ficam nesta região, porém grande parte da população do país reside nas regiões Sul e Sudeste.

Segundo a Organização das Nações Unidas (ONU), cada pessoa necessita de aproximadamente 110 litros de água por dia para atender suas necessidades de consumo e higiene. No Brasil estima-se que cada pessoa consome 250 litros de água por dia.

E o que nós podemos fazer no dia a dia para evitar o desperdício de água? Listamos algumas dicas que podem fazer com que você contribua de forma prática:

• Ao lavar as mãos, escovar os dentes ou fazer a barba, não deixe a torneira aberta sem necessidade, assim você economizará de 12 a 80 litros de água;

• Com a torneira aberta, você gasta de 12 a 20 litros de água por minuto; feche-a bem após o uso;

Vaso com caixa acoplada
Foto: raldo

• Uma descarga quando acionada, por seis segundos, consome de 6 a 10 litros de água. Aperte a descarga apenas o tempo necessário. Evite pressionar a válvula sem necessidade;

• Evite entupimentos da bacia sanitária e desperdício de água, não jogue lixo na bacia sanitária (papel higiênico, fio dental, cabelos, cigarro). Lugar de lixo é no lixo;

• Não tome banho demorado, pois 5 minutos de chuveiro ligado liberam, em média, 60 litros de água; 20 minutos consomem 120 litros. Reduzindo 1 minuto do seu banho você pode economizar de 3 a 6 litros de água. E não se esqueça de desligar o chuveiro enquanto estiver se ensaboando;

• Fique de olho nas torneiras: faça manutenções sempre que necessário, pois uma torneira gotejando pode gastar até 46 litros de água por dia;

• Antes de lavar a louça, limpe bem os restos de comida, deixando-a de molho por alguns minutos – o que facilita a limpeza da sujeira. Desligue a torneira enquanto estiver ensaboando a louça e use água corrente apenas para enxaguar. Deixar a torneira meio aberta enquanto ensaboa a louça pode desperdiçar até 110 litros de água;

lavar calçada
Foto: jornaldooeste

• Evite lavar calçada, fazendo a limpeza com vassoura e se necessário, utilizando água em balde, preferencialmente a água que sobrou da lavagem das roupas (do tanque ou da máquina de lavar). Usar a mangueira durante 15 minutos pode desperdiçar cerca de 280 litros de água;

• O mesmo vale para o carro: não o lave com mangueira, utilize balde e pano. O consumo com mangueira durante 30 minutos pode ser de até 560 litros;

• Durante o verão regue as plantas pela manhã ou à noite, e durante o inverno regue-as pela manhã, em dias alternados, molhando sempre a base das plantas.