Doença misteriosa mata cerca de 120 mil antílopes em poucas semanas no Cazaquistão

322 Visualizações
SERGEI KHOMENKO / DIVULGAÇÃO/FAO O número de animais mortos representa praticamente metade da população global da espécie.
Reprodução A espécie é comum em regiões asiáticas.

Cerca de 120 mil antílopes Saiga, comuns em determinadas regiões asiáticas, morreram desde o começo do mês no Cazaquistão. A causa do evento catastrófico ainda é desconhecida e tem levado cientistas do mundo todo até o local para investigarem o ocorrido.

O número de animais mortos representa praticamente metade da população global da espécie, que está classificada como “em perigo crítico de extinção” pela União Internacional para a Conservação da Natureza e dos Recursos Naturais.

Reprodução Os especialistas já identificaram duas bactérias ligadas às mortes.

Mortes em massa já aconteceram anteriormente no mesmo local, mas a perda de um número tão elevado em tão curto período é sem precedentes, informou o ministro da Agricultura do Cazaquistão.

De acordo com os especialistas enviados para a região, a mortandade rápida e difundida pode estar ligada a dois patógenos oportunistas, especificamente a Pasteurella e a Clostridia. No entanto, a busca pelas reais causas das mortes ainda continua, uma vez que essas bactérias só são letais em organismos que já estejam debilitados.