Nova espécie de golfinho de água doce é encontrada na Amazônia

729 Visualizações
Inia araguaiensis
Foto: AP/Nicole Dutra

O Inia araguaiensis, a quinta espécie de golfinho de água doce registrada em toda a História, surgiu das profundezas do Rio Araguaia. Este é o primeiro tipo de mamífero descoberto nos últimos 100 anos. Após estudos feitos pelo Instituto Nacional de Pesquisa da Amazônia (Inpa) e Universidade Federal do Amazonas (Ufam), no final de 2013, o animal foi encontrado e ficou conhecido como “Boto do Araguaia”. Segundo os pesquisadores, aproximadamente mil destes mamíferos vivem na região amazônica.

A descoberta do boto foi publicada na revista científica “PLOS ONE”. Nesse estudo, foi constatado que a espécie se separou dos seus semelhantes que viviam nas águas da América do Sul há cerca de dois milhões de anos, quando houve a movimentação de placas tectônicas. Atualmente, os novos golfinhos de água doce vivem isolados.

O grupo de pesquisadores elencou algumas características particulares da nova espécie, como menos dentes na arcada dentária e crânio mais longo. O bico alongado, por exemplo, já torna possível a caça de peixe na lama, no fundo dos rios.

Espécie ameaçada de extinção

Segundo a União Internacional para Conservação da Natureza (IUCN, sigla em inglês), os golfinhos de água doce são considerados animais raros, e esta espécie, assim como as outras quatro existentes, também correm riscos de extinção.

Golfinho baiji
Golfinho baiji. Foto: zoovirtualbr

De acordo com a entrevista do professor Tomas Hrbek, responsável pela pesquisa, para a agência EFE, o problema se deve a construção de hidrelétricas, pois, assim o fluxo de água dos rios é bombeado para as usinas e não chega aos golfinhos, fazendo-os procurar outros rios com mais volume de água. Essa pouca quantidade de H2O ainda dispersa os peixes que são a isca dos golfinhos. Por isso, os mamíferos aquáticos, em busca de alimentos, acabam se afastando do grupo e, consequentemente, dificultam a procriação entre as espécies. Além disso, a presença da produção agrícola na Amazônia deixa a água turva, o que também prejudica estes animais.

Os novos golfinhos são uma das principais atrações turísticas do Amazonas, devido a sua facilidade de tratar as pessoas e por ser um animal afável.