Desmatamento na Amazônia aumenta 122% em um ano

349 Visualizações
Fonte: Flickr 

De acordo com dados do INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), divulgados pelo jornal Folha de São Paulo na última sexta-feira (07), o desmatamento da Amazônia nos meses de agosto e setembro aumentou em 122% em relação ao mesmo período em 2013.

Em agosto, foram desmatados 890,2 quilômetros quadrados, 208% mais do que o registrado no ano anterior. Já em setembro, o número foi ainda maior: 736 quilômetros quadrados de mata foram devastados, 66% mais do que em setembro de 2013.

Os dados da pesquisa foram levantados pelo Sistema DETER (Sistema de Detecção de Desmatamento em Tempo Real). Este levantamento é feito mensalmente pelo INPE desde maio de 2004, com base em informações de sensores de satélites. Neste ano, a divulgação das informações, que costuma ser mensal, foi suspensa nos meses anteriores à eleição.

O INPE também realiza o monitoramento do desmatamento em tempo real através dos sistemas DEGRAD e o PRODES, que têm resolução maior e fornecem taxas anuais sobre as áreas da Amazônia Legal. O último levantamento do DEGRAD apontou uma queda nas taxa de desmatamento e degradação florestal nos últimos anos. Segundo este estudo, entre 2011 e 2013 a área degradada recuou de 24.650 km² para 5.434 km².

A versão final do relatório com os dados sobre a devastação da Amazônia será divulgada até o fim de novembro.