As principais mudanças (e preocupações) climáticas no mundo em 2017

7.397 views
desenho de terra derretendo
Uma das principais mudanças climáticas que afetaram o mundo neste ano foi a queda de 5,3% ao ano na produtividade rural.

Com o passar dos anos, as mudanças climáticas no mundo têm se tornado cada vez mais expressivas e preocupantes. De acordo com estudo publicado recentemente pela The Lancet, uma das revistas científicas mais conceituadas do mundo, as alterações climáticas são hoje uma das principais demandas emergenciais de saúde pública do planeta.

Os dados apontam que o aquecimento global tem impactado a saúde e bem-estar humanos de modo cada vez mais agressivo, trazendo à tona desafios maiores do que o previsto. Confira a seguir quais são as principais preocupações e mudanças climáticas que assolaram o mundo em 2017, assim como uma breve análise daquilo que devemos esperar para 2018:

Principais mudanças climáticas que afetaram o mundo em 2017

Queda na produtividade rural

Estima-se que, com o aumento gradativo das temperaturas, a produtividade no campo em âmbito global apresente queda de 5,3% ao ano. Somente no ano de 2016, mais de 900 mil pessoas perderam seus postos de trabalho por conta das mudanças climáticas, principalmente em países asiáticos como a Índia.

Maior exposição a ondas de calor

Entre os anos de 2000 e 2016, o número de indivíduos expostos a eventos com fortes ondas de calor aumentou de maneira significativa: 125 milhões. Considerando a alta, o recorde de exposição foi em 2015, quando uma média de 175 milhões de pessoas foram expostas a altas temperaturas. Estima-se ainda que essa exposição chegue a um bilhão de pessoas até o ano de 2050.

Catástrofes naturais

Episódios extremos da meteorologia, principalmente os relacionados a fortes ondas de calor e secas, têm acontecido em todo o mundo. Para se ter uma ideia, um estudo conduzido por climatologistas concluiu que o volume de incêndios em florestas, secas, furacões e inundações causados apenas por mudanças climáticas no mundo dobrou da década de 90 para cá.

Diante disso, a violência em tufões deve aumentar principalmente em países do Leste e Sul asiáticos, tais como o Japão, China, Taiwan, Coreia do Sul e Coreia do Norte.

Efeito Estufa

A concentração de metano, dióxido de carbono e óxido nitroso, os três principais gases responsáveis pelo efeito estufa, alcançaram concentração recorde no ano de 2017. Enquanto a proporção destes gases era de 400 ppm (partes por milhão) em 2015, em 2016, ela chegou a 403,3 ppm. Quando em relação ao período pré-industrial, a concentração é 145% maior, e a mais alta nos últimos 800 mil anos.

Mais de 1600 espécies afetadas

Atualmente, o mundo conta com pouco mais de 8.600 espécies ameaçadas de extinção ou próximas de estarem e risco. Destas, 1688 espécies estão sendo diretamente afetadas pelas mudanças climáticas no mundo.

Aumento do nível do mar

Pesquisas apontam que o nível dos mares tem subido de modo assustador e preocupante nos últimos anos. Entre os anos de 2004 e 2015, o nível aumentou entre 25 a 30% mais rapidamente do que quando em comparação ao período de 1993 a 2004.

Imagem: istock.com / bestdesigns