Ambientalistas protestam contra naturalista que diz ter sido engolido por sucuri

653 views

O cineasta e aventureiro Paul Rosolie causou alvoroço entre ambientalistas ao se deixar engolir por uma sucuri na Amazônia para o programa “Eaten Alive” do Discovery Channel, que irá ao ar em 7 de dezembro.

Fonte: Foto publicada por Rosolie no Twitter

No vídeo de divulgação colocado no YouTube, Rosolie aparece vestindo um traje “à prova de serpentes”, roupa desenvolvida para evitar que se ferisse na empreitada. Ele ainda lambuzou o corpo com sangue para atrair o animal. Depois de engolido pelo gigantesco réptil, o apresentador é resgatado com vida.

O vídeo se espalhou pela internet e causou polêmica entre grupos de defesa de animais, que pediram ao Discovery não transmitir o programa. “Não há registros científicos da ingestão de pessoas por sucuris. Além disso, não fazemos parte dos itens alimentares da espécie”, afirmou o biólogo Marcelo Bellini, do Instituto Butantan, em entrevista a EXAME.com.

“O que quer que o cineasta tenha planejado, provavelmente a serpente sofrerá as consequências, como costuma acontecer quando os animais são usados para o entretenimento”, alegou a PETA.

Biólogos do Instituto Butantan também criticaram o fato de que vídeos como estes ‘satanizam’ o bicho, criando uma imagem errada. A sucuri, apesar do tamanho, não é um animal agressivo. A cobra costuma passar boa parte do tempo dentro dos rios e em áreas secas próximas. Sua dieta inclui capivaras, jacarés e outros animais de médio porte – mas não apresentadores de TV.

Confira o vídeo de divulgação do programa: