3 Dicas de como evitar o desperdício de água nas escolas

298 Visualizações

Segundo estimativa da Organizações das Nações Unidas (ONU), caso o consumo de água do planeta permaneça sendo gasto da maneira como é atualmente, em 2025, dois terços da população mundial terá o acesso restrito a esse recurso em forma potável. O dado corresponde ao raciocínio de que apenas 2,5% do líquido existente no mundo são de água doce e menos de 1% do total está acessível ao uso das pessoas.

Nas principais cidades do país, como o caso de São Paulo, o receio da escassez de água potável já é um problema que os moradores se preocupam constantemente, visto que no ano de 2014 a cidade passou por um grande racionamento em bairros espalhados pela metrópole devido ao baixo nível nos principais sistemas de abastecimento de água da região.

Uma forma de combater o desperdício de água visando minimizar futuros problemas, é iniciar à construção de um olhar crítico sob os recursos naturais para as próximas gerações, e, principalmente, nas escolas. É no ambiente escolar onde se cria o entendimento do papel das pessoas como cidadãs e seus deveres individuas e coletivos para conservação de recursos que usufruem como sociedade. Por isso, veja abaixo 3 dicas como evitar o desperdício de água dentro das escolas:

Procure por vazamentos e invista na estrutura local

A administração da escola deve levantar dados de consumo do recurso nos últimos meses, para assim verificar possíveis vazamentos. É recomendável que a instituição tenha constantes análises que detalhem o panorama da estrutura hidráulica, mapeando os períodos de picos para traçar metas de economia seguindo os dados adquiridos.

O desperdício dentro das escolas pode ocorrer de diversas maneiras. Uma das formas mais inteligentes de diminui-lo é investir na troca de torneiras convencionais por modelos com temporizador, bacias sanitárias com volume de descarga reduzido e secadores de mãos elétricos.

Sempre (que possível) reutilize

Outra alternativa é a construção de cisternas para realizar a coleta de água da chuva. Com o armazenamento em grande quantidade, todo volume coletado ficará disponível e poderá ser utilizado para a limpeza dos ambientes dentro da escola, como chão de salas, pátios e quadras. A solução pode ainda auxiliar o cultivo de jardins.

Implante conhecimento

A forma mais eficaz de se evitar o desperdício é estimular a conscientização através do conhecimento. Nas salas de aulas, os professores podem desenvolver atividades de reflexão em suas disciplinas sobre a questão. Além de apresentar dados sobre a instituição em aulas de Geografia, por exemplo, o professor pode falar sobre a distribuição das bacias hidrográficas no país; já em Matemática, os alunos podem praticar exercícios para calcular a quantidade de água que a escola gasta.

Introduzir o conhecimento de um problema real da comunidade auxiliará não apenas no desenvolvimento da conscientização, como pode contribuir diretamente para a preservação da água potável para as próximas gerações.