Sustentabilidade e cidadania: Conheça o Projeto Pomar Urbano

2.253 views
Pomar Urbano
Foto: pomarurbano.sp.gov

Agitada, São Paulo é caracterizada por enormes prédios, pelo trânsito caótico e lembrada pela pressa dos paulistanos e a cor cinza que predomina o céu da cidade.

As margens do rio Pinheiras, uma das mais importantes vias da cidade, deixaram de ser lugar de lazer e mudou de cara ao acompanhar o crescimento da região. Ao invés de receber competição de natação e de remo, realizadas em meados dos anos 1920 por clubes esportivos localizados nas margens do rio, atualmente o rio abriga esgoto e lixo.

Desde 1999, a Secretaria do Meio Ambiente do Estado de São Paulo, juntamente com o Governo do Estado, implantou o Projeto Pomar Urbano, cujo nome anterior era Projeto Pomar, que vem colorindo a cidade.

A iniciativa nasceu com o objetivo de devolver vida às margens do rio e promover a educação ambiental. Além de empresas públicas, o projeto é mantido com o apoio de companhias privadas, que adotaram trechos do rio. Ao todo são 21 parceiros que fazem parte desde o início da ação.

Além de beneficiar os paulistanos com um local mais verde, o projeto forma profissionais, desenvolve projetos educativos, disponibiliza palestras e oficinas – como conhecer o funcionamento de uma estação de tratamento de água e fazer compostagem – visando conscientizar a população sobre a importância de preservar o meio ambiente e a cidade.

Pomar Urbano
Foto: Evandro Monteiro

O Projeto Pomar Urbano também é responsável por pesquisas ambientais, em que especialistas desenvolveram soluções para melhorar a drenagem do rio, ampliar a fertilidade do solo, além de catalogar espécies vegetais e animais da área.

Desde sua implantação, já foram plantadas mais de 300 mil mudas, sendo que mil delas são de jerivá, uma das mais de 250 espécies adotadas. Árvores de médio porte e as espécies arbustivas exóticas também fazem parte do pomar. Goiabeiras, pitangueiras, amoreiras, uvaias, cerejeiras, manacás, patas-de-vaca, quaresmeiras, jasmins, urucuns, paineiras, ipês, orelhas-de-onça e sálvias não ficaram de fora e também embelezam as margens do rio Pinheiros.

Pomar Urbano
Foto: Evandro Monteiro

Com a revitalização de 26 km das margens, alguns animais são vistos novamente habitando a região. Maritacas, capivaras, preás, carcarás, lagartos, sapos, rãs, cobras de duas cabeças, teiús e calangos moram no Pomar Urbano. Além deles, 35 espécies de pássaros também foram identificadas na região.

Para os técnicos do pomar, a iniciativa está apenas no começo. Eles acreditam que futuramente será possível andar de caiaque no rio e apreciar a cidade por outro ângulo.

No site do Projeto Pomar Urbano, é possível ver o antes e o depois do rio Pinheiros desde a implantação do projeto.