Rio Grande do Sul terá o maior complexo eólico da América Latina

300 Visualizações
agecombahia Energia eólica.

Anunciado pelo Rio Grande do Sul, o Complexo Eólico Campos Neutrais terá potencial para atender a demanda energética de 3,3 milhões de pessoas e soma 583 megawatts (MW) de capacidade instalada. O empreendimento será implantado nos municípios de Santa Vitória do Palmar e Chuí, recebeu o investimento de R$ 3,5 bilhões e deve começar a operar até 2016.

Localizada numa região próxima à fronteira com o Uruguai, a instalação da companhia de abastecimento Eletrosul contará com 302 aerogeradores, sendo composta pelos parques elétricos de Geribatu (258 MW), Hermenegildo (181 MW) e Chuí (144 MW). Com a construção do Campos Neutrais, o estado gaúcho volta a ter o maior complexo eólico da América Latina.

Além disso, a iniciativa visa aumentar o turismo local, tendo criado o Centro de Visitantes, que recebeu cerca de 1,6 mil pessoas de fevereiro até agora. Vale lembrar que o nome escolhido para o conjunto é uma homenagem ao Tratado de Santo Ildefonso, em 1777, acordo que estabeleceu a área como um território neutro após disputas entre portugueses e espanhóis

Conheça todos os detalhes dos parques eólicos que formam o Complexo Campos Neutrais:

Parque Geribatu

Capacidade Instalada: 258 MW – 129 aerogeradores

Capacidade de Atendimento: 1,5 milhão de habitantes

Área: 4,7 mil hectares

Investimento: R$ 1 bilhão

Empregos: 1,7 mil diretos e indiretos

Empreendedores: Eletrosul e Rio Bravo Energia I – FIP

Parque Hermenegildo

Capacidade Instalada: 181 MW – 101 aerogeradores

Capacidade de Atendimento: 1 milhão de habitantes

Área: 2,5 mil hectares

Investimento: R$ 900 milhões

Empregos: 1,6 mil diretos e indiretos

Empreendedores: Eletrosul e Renobrax

Parque Chuí

Capacidade Instalada: 144 MW – 72 aerogeradores

Capacidade de Atendimento: 800 mil habitantes

Área: 3,2 mil hectares

Investimento: R$ 800 milhões

Empregos: 1,5 mil diretos e indiretos