Lisboa vai instalar tecnologia LED em semáforos

391 views
iStockphoto.com / suesmith2 Economia pode chegar a 800 mil euros.

Com o desenvolvimento sustentável cada vez mais em pauta, muitos governos têm tomado atitudes para que estados e cidades se tornem ecologicamente corretos e referências mundiais no que se refere ao menor impacto ambiental e social.

Neste contexto, a Europa tem se mostrado pioneira em muitas iniciativas, como a proibição de carros em Paris, por exemplo. Agora é a vez de Lisboa, capital de Portugal, inovar nas ruas e avenidas.

A prefeitura da cidade vai substituir as lâmpadas convencionais de 8.500 semáforos por tecnologia LED. Isso vai permitir à Câmara Municipal de Lisboa (CML) reduzir os gastos energéticos em € 160.000 nos dois primeiros anos e em mais de € 800.000 nos seguintes.

Atualmente, são gastos cerca de € 1,1 milhões por ano com energia nos semáforos. A medida será implementada até ao final do ano e promoverá, além da eficiência energética, a segurança rodoviária, já que essas luzes são mais fortes – ao todo, serão instaladas mais de 20.000 luzes, cinco vezes mais do que as já existentes.

De acordo com informações da Agência Municipal de Energia e Ambiente, que atua em parceria com a Câmara na implementação de projetos de eficiência energética, a iniciativa, permitirá, ainda, evitar a produção de mais de 1.300 toneladas de dióxido de carbono.

Luzes LED consomem 8,3 watts

Enquanto uma lâmpada incandescente consome 100 watts, uma luz LED consome 8,3 watts. Isso porque os leds são semicondutores e não foram criados com o objetivo de iluminar ambientes.

Uma lâmpada construída com leds de alta luminosidade consome quase a metade da fluorescente, sem contar que pode durar 10 vezes mais e, quando comparando com a incandescente, economiza quase 90%.